Esforços nos EUA foram um fracasso

Os americanos continuam preocupados
Os americanos continuam preocupados

O esforço mais ambicioso de Washington durante anos para lidar com a sua enorme dívida terminou discretamente ontem, quando os negociadores anunciaram que não conseguiram chegar a um acordo.
Os líderes republicanos e democratas de um super comité do Congresso formado por 12 membros anunciaram a derrota numa declaração conjunta divulgada após três meses de negociações terem fracassado devido a profundas divisões sobre impostos e gastos.
Após um ano de batalhas orçamentais, é outro sinal de que os legisladores dos EUA estão muito comprometidos com aumentos de impostos e cortes de benefícios que, segundo especialistas, são necessários para colocar as finanças do país num caminho estável.
O fracasso do painel vai consolidar a avaliação de discórdia em Washington entre eleitores e investidores já decepcionados com a postura do governo, que levou o país à beira do incumprimento da dívida pela primeira vez em Agosto. Os legisladores provavelmente não voltam a discutir o problema até pelo menos 2013, conforme concentram a atenção para as eleições presidenciais e parlamentares de 2012.
As divergências sobre o Orçamento continuam nos próximos meses. Os democratas tentam estender a curto prazo medidas de estímulo económico, tais como subsídios de desemprego e um corte de impostos sobre a folha de pagamento, que eles esperavam manter em qualquer acordo no comité.
Analistas dizem que a economia pode voltar à recessão caso esses benefícios acabem no final do ano, como planeado. Os republicanos lutam para proteger os militares de cortes de gastos automáticos de 600 mil milhões de dólares que entram em vigor a partir de 2013 na ausência de um acordo.
As bolsas de valores da Ásia e os futuros de acções dos Estados Unidos caíram, com a notícia pesando sobre os mercados. As expectativas do mercado para um acordo são pequenas, e os investidores viam os Estados Unidos como um refúgio relativamente seguro em função da crise da dívida na Zona Euro. Mas o fracasso pode lembrar investidores dos riscos impostos por um impasse em Washington.

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

DEIXE UMA RESPOSTA