Ler Agora:
Embaixador incentiva canadenses a incrementarem investimentos em Angola
Artigo completo 4 minutos de leitura

Embaixador incentiva canadenses a incrementarem investimentos em Angola

O embaixador extraordinário e plenipontenciário da Republica de Angola no Canadá, Agostinho Tavares, apelou esta quinta-feira, aos homens de negócios canadenses a incrementarem o seu investimento em Angola, devido a estabilidade macroeconomica e política que o país vive. O diplomata, que discursava na cerimónia oficial promovida pela Representação Diplomática angolana em saudação ao dia da independência nacional, comemorado sexta-feira (11) em todo país e no estrangeiro, salientou que o executivo angolano tem se empenhado para manter a economia angolana forte e estável ao mesmo tempo que implementa leis para incentivar o investimento privado nacional e estrangeiro no país. “As vantagens para o sector privado são enormes. Angola oferece grandes oportunidades de negócios nos mais variados ramos empresariais”, disse o embaixador. Citando o relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI), publicado em Setembro de 2011,o chefe da missão diplomática angolana no Canadá explicou aos presentes que Angola foi um dos poucos países do mundo que não foi afectado pela recessão económica em 2009, uma vez que a sua economia continua a crescer.

“Em 2010 registou-se um incremento na ordem dos 3.4 porcento no Produto Interno Bruto (PIB) de Angola e este ano prevê-se um crescimento na ordem dos 3.7 porcento e uma redução no índice inflacionário que poderá atingir valores abaixo dos 12 porcento”, disse o embaixador. Ao referir-se a estabilidade política que o país vive, o diplomata explicou que a Constituição angolana, aprovada em 2010, pós termo ao período pós-guerra, dando início a uma nova era de paz. Salientou que a Contituição do país satisfaz as aspirações e as necessidades mais candentes dos cidadãos, reafirmando os princípios da democracia representativa, estado de direito, o carácter unitário do Estado, o valor do trabalho, respeito pela dignidade humana, livre iniciativas económicas e empresariais, justiça social, liberdade de imprensa e de manifestação.

“As últimas eleições foram realizadas em 2008 e, actualmente, estamos a trabalhar para as próximas que deverão ser em 2012”, disse. Acrescentou que Angola promove as políticas de boa governação e desenvolvimento sustentado que incrementa a renda nacional, que é’ repartida justamente, bem como para a eliminação da fome e da pobreza.”A democracia angolana é ainda bastante jovem e nós esperamos que venha solidificar-se para permitir uma participação maior de todos os cidadãos para a protecção dos seus direitos”, adiantou. A nível internacional, disse que o governo angolano está consciente das mudanças que se tem verificado neste âmbito, fruto da globalização da economia e do desenvolvimento de novas tecnologias de informação e de comunicação e a criação de redes sociais pela Internet, capazes de mobilizar um grande número de pessoas. Salientou que executivo angolano tem implementado programas de carácter interno e externo, que permitirão o país atingir um desenvolvimento sustentável até ao ano 2025.

Garantiu que Angola continuará a cumprir com as suas obrigações internacionais e a assumir as suas responsabilidades, bem como a dar o seu contributo de forma activa no seio das Comunidades dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), de Desenvolvimento da África Austral (SADC) e Económica dos Países da África Central (CEEAC). Agostinho Tavares afirmou que país considera o dialógo e as negociações como elementos fundamentais para a resolução pacífica dos conflitos que possam emergir no âmbito da comunidade internacional. Informou que as relações externas de Angola, assentes no respeito pela soberania e integridade territorial, igualdade e na não interferência nos assuntos internos de outros países, continuarão a ser guiados pelos princípios de cooperação bilateral e da promoção da paz e da amizade entre os povos. No tocante ao Canadá, o embaixador augura que as relações entre estes dois estados sejam fortificadas e aprofundadas para permitir uma maior cooperação nos ramos económico, tecnológico e cultural para incrementar os negócios e facilitar no processo da concessão de vistos, que irá tornar mais célere a mobilidade dos empresários de ambos países.

O programa promovido pela missão diplomática angolana no Canadá, em alusão aos 36º aniversário da independência de Angola, compreendeu um vasto leque de actividades que incluiram a realização de um torneio de futebol entre as diferentes ssociações angolanas espalhadas pelo Canadá, lançamento de obra literária, visitas as sedes comunitárias nacionais, assim como a abertura de uma casa de Angola, na cidade de Hamilton, província de Ontário.

Fonte: Angop

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »