Ditador iemenita aceita acordo para deixar o poder

O presidente do Iêmen, Ali Abdallah Saleh, assinou nesta quarta-feira um acordo de transferência pacífica de poder
O presidente do Iêmen, Ali Abdallah Saleh, assinou nesta quarta-feira um acordo de transferência pacífica de poder

O presidente do Iêmen, Ali Abdallah Saleh, assinou nesta quarta-feira um acordo de transferência pacífica de poder, em uma cerimônia na presença do rei da Arábia Saudita, Abdallah Ben Abdel Aziz, em Riade.

O documento confirma sua saída do governo. Será a vez de seu vice-presidente, Abd Rabbo Mansour Hadi, assumir o poder até a formação de um governo de união e a elaboração de uma nova constituição.

França e Estados Unidos celebraram a assinatura. O presidente americano, Barack Obama, pediu sua aplicação imediata e classificou o momento como uma etapa importante.

A decisão provocou protestos de jovens na capital, Sanaa. Há nove meses, eles estão acampados na cidade para pedir a queda do regime, mas se opõem ao acordo defendido pelas monarquias árabes do Golfo como a única saída para a crise no país e a forte contestação popular. Os manifestantes querem que o presidente seja julgado, no entanto, o texto ratificado por ele garante sua imunidade.

Desde abril, Saleh, que está no poder há 33 anos, se recusava a aceitar essa medida. Ele tem agora três meses para abandonar o governo, de acordo com o mecanismo para aplicação do plano, aprovado por partidos de direita e de esquerda.

 

Luiza Duarte

Fonte: RFI

Foto: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA