Cineasta expulso dos Óscares por comentário homossexual

Realizador Brett Ratner fez a observação durante a apresentação do filme "Tower Heist" Fotografia: AFP

Realizador Brett Ratner fez a observação durante a apresentação do filme "Tower Heist" Fotografia: AFP
O cineasta Brett Ratner deixou o cargo de produtor da cerimónia dos Óscares, ao apresentar ontem a sua renúncia aos promotores dos prémios de cinema dos Estados Unidos da América, depois de ter causado indignação devido a críticas aos homossexuais, informou a Reuters.
Durante uma sessão de perguntas e respostas na exibição da sua nova comédia, “Tower Heist”, Brett Ratner foi questionado sobre os ensaios antes da gravação do referido filme, e respondeu: “Ensaiar é para homossexuais”.
O cineasta desculpou-se publicamente depois, mas o dano já havia sido feito. Alguns grupos defensores dos direitos dos homossexuais e alguns membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que atribui os Óscares, não concordaram com as suas palavras.
A academia disse que Brett Ratner entregou a sua carta de renúncia na manhã de ontem, mas ainda não havia informações de quem seria o seu substituto.

Actor Eddie Murphy deixa de ser anfitrião
O actor e humorista Eddie Murphy não vai apresentar a próxima cerimónia de entrega dos Óscares, informou ontem a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, na sua página “online”.
A notícia surge horas depois de se saber que o produtor do espectáculo, Brett Ratner, foi afastado por ter usado uma expressão homofóbica, que causou a indignação de associações de defesa dos direitos da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgénero) e vários comentadores.
O actor é amigo do produtor e realizador do seu último filme Tower Heist. “Tenho consideração pela forma como o Eddie se sente com a perda do seu parceiro criativo, Brett Ratner, e desejamos-lhe tudo de bom”, disse o presidente da academia, Tom Sherak.
Eddie Murphy, também em comunicado, disse respeitar e compreender as razões das várias partes. “Queria mesmo participar neste espectáculo que a nossa equipa de produção e guionistas estava a começar a desenvolver, mas estou certo de que a nova equipa vai fazer um trabalho igualmente bom”.
A saída do responsável e do apresentador acontece a quatro meses da cerimónia de entrega dos Óscares, a ter lugar em Los Angeles.

Billy Crystal apresenta gala
O comediante Billy Crystal afirmou ontem que está de volta à apresentação da próxima cerimónia dos Óscares, após a polémica em torno da produção e apresentação da maior distinção do cinema.
O actor fez o anúncio no Twitter e a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que organiza e concede os Óscares, reproduziu a mensagem de Billy Crystal para confirmar a informação.

Fonte: JA

DEIXE UMA RESPOSTA