7 razões para o sucesso do tablet Kindle Fire, da Amazon

No Kindle Fire, a Amazon colocou uma versão simplificada do sistema Android, do Google - Spencer Platt / Getty Images
No Kindle Fire, a Amazon colocou uma versão simplificada do sistema Android, do Google - Spencer Platt / Getty Images

O Kindle Fire, o tablet de 199 dólares da Amazon, começou a ser entregue hoje nos Estados Unidos, um dia antes da data que a empresa havia agendado para o início das entregas. O Fire não deve superar o iPad num futuro próximo, mas é provável que se torne rapidamente o tablet com Android mais vendido nos Estados Unidos. Com o tempo, pode ameaçar também o dispositivo da Apple. indicam que, faltando apenas um mês e meio para o fim do ano, a Amazon pode terminar 2011 com mais de 4 milhões de unidades vendidas. Estima-se que, antes mesmo de as entregas começaram, a Amazon já havia recebido mais de 1 milhão de encomendas. E algumas estimativas apontam para números ainda maiores, chegando a 2,5 milhões de tablets encomendados.

Naturalmente, para que o sucesso inicial se mantenha, é preciso que as pessoas que estão recebendo o tablet fiquem satisfeitas. Ainda é cedo para dizer, com 100% de certeza, se isso vai acontecer. Mas as primeiras análises feitas nos Estados Unidos mostram que, apesar de ser extremamente espartano, o Fire tem potencial para o sucesso. A Amazon soube escolher com cuidado onde cortar custos para não desagradar demais ao consumidor.

Para fanáticos por tecnologia, o Kindle Fire não parece nada atraente. O tablet, que começa a ser entregue nesta semana nos Estados Unidos, tem apenas 8 gigabytes de capacidade, metade do que comporta o iPad mais simples. Ele não possui câmera, nem GPS, nem saída de vídeo e a tela é de apenas 7 polegadas. Também não oferece acesso à internet via 3G e não tem conexão Bluetooth. E, claro, não tem o charme da marca Apple.

Obviamente, o preço de 199 dólares, 40% do que custa o iPad mais barato nos Estados Unidos, é um forte atrativo. Mas há outros tablets baratos por aí. E nenhum deles caiu no gosto do consumidor. Além do preço, há sete razões por que o tablet da Amazon tem boas chances de ser bem sucedido. Veja quais são nas próximas páginas.

Fonte: Exame.abril

DEIXE UMA RESPOSTA