ZEE decisiva no processo da diversificação da economia – diz ministro

Ministro da Economia, Abraão Pio Gourgel
Ministro da Economia, Abraão Pio Gourgel

Luanda – O ministro da Economia, Abraão Pio Gourgel, disse hoje (quinta-feira), em Luanda, que a Sociedade de Desenvolvimento da Zona Económica Especial (ZEE) Luanda-Bengo é decisiva para que o processo de diversificação da economia do país ocorra efectivamente.

O governante falava à imprensa após o acto de inauguração dos escritórios da Sociedade de Desenvolvimento da Zona Económica Especial Luanda-Bengo, no município de Viana, onde se prevê construir, numa primeira fase, 73 unidades fabris.
Neste momento, o projecto Zona Económica Especial de Viana conta com mais de oito unidades fabris em funcionamento.
De acordo com o governante, “a empreitada é importante porque o país vive um momento decisivo, momento em que nós teremos que afirmar a vontade e implementar as acções que conduzam à diversificação da nossa economia”.
“Nós precisamos no curto e médio prazos fazer com que o sector não petrolífero multiplique as suas actividades e os seus investimentos”, disse o ministro.
Na óptica do governante, tenciona-se que mais empreendedores privados angolanos, associados ou não a empresários estrangeiros, consigam contribuir para que a percentagem do Produto Interno Bruto que é assegurado pelo sector não petrolífero seja muito maior do que é hoje.
Admitiu que esse impacto pode ocorrer já no curto e médio prazos, tendo acrescentado que, para o efeito, sociedades em desenvolvimento da Zona Económica Especial Luanda-Bengo são decisivas.
Os empreendimentos da Zona Económica Especial, no quilómetro 28, no município de Viana, visam o fomento da produção interna para a redução das importações, o aumento da riqueza nacional e do emprego.

 

Fonte: Angop

Foto: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA