Versão de Spielberg para Tintim chega às telas

A versão de Spielberg para Tintim chega aos cinemas da França e Bélgica.
A versão de Spielberg para Tintim chega aos cinemas da França e Bélgica.

A aguardada versão de Steven Spielberg das aventuras do repórter Tintim chega às telas da França e da Bélgica nesta quarta-feira. Criado pelo autor belga Hergé, o primeiro quadrinho com Tintim surgiu em 1929.

Trazer o aventureiro repórter do topete loiro ao cinema era um sonho antigo de Spielberg, diretor de sucessos como ET, a saga de Indiana Jones e a Lista de Schindler. O diretor americano e o artista belga tinham até encontro marcado, mas Hergé morreu pouco antes da data. Com isso, Spielberg teve de esperar 28 anos para conseguir finalmente os direitos para a versão cinematográfica e concluir o projeto. O produtor é Peter Jackson, da série do Senhor dos Anéis.

As aventuras de Tintim, sempre acompanhado da cachorrinha Milu e do capitão Haddock, resultaram em 23 álbuns de HQ, traduzidos em mais de 50 línguas e mais de 200 milhões de cópias vendidas no mundo todo. Hervé foi acusado de racismo em várias ocasiões, como em “Aventuras de Tintim no Congo”, na qual os negros foram inicialmente retratados com lábios exagerados e raciocínio lento. Edições subsequentes foram alteradas.

‘Tintim e o Segredo do Unicórnio’, em tradução livre, é o primeiro de uma série que promete animação de última geração combinada ao cinema. O ator britânico Jamie Bell, de Billy Elliot, vive o personagem principal. Neste primeiro episódio, Tintim compra para o amigo Haddock o modelo de um galeão antigo. Por coincidência, era a réplica do navio de um antepassado do capitão, o cavaleiro de Hadoque. O modelo é roubado, e logo depois, a casa de Tintim é toda revirada. E aí começam as aventuras.

 

Patrícia Moribe

Fonte: RFI

Foto: 2010Columbia Pictures Industries Inc, and Paracout Pictures

DEIXE UMA RESPOSTA