Ler Agora:
Tomas Tranströmer é o Nobel da Literatura
Artigo completo 3 minutos de leitura

Tomas Tranströmer é o Nobel da Literatura

Laureado vive adoentado numa ilha

O poeta sueco Tomas Tranströmer é o Prémio Nobel da Literatura de 2011, foi ontem anunciado em Estocolmo pela Academia Sueca.
Tomas Tranströmer escreve sobre a morte, a história, a memória e é conhecido pelas suas metáforas. É um poeta que tem uma produção pequena, “não é prolixo”, disse no final do anúncio o secretário da Academia, o historiador Peter Englund, embora esteja traduzido em várias línguas. Em Portugal, Tranströmer tem poemas publicados em duas antologias, uma delas chama-se “Vinte e um poetas suecos” (Vega, 1987).
Tomas Tranströmer, 80 anos, psicólogo de formação, sofreu um AVC em 1990. Por isso perdeu as faculdades motoras e não consegue falar. Peter Englund disse à televisão sueca que falou com o laureado e ele se mostrou surpreendido pelo prémio. “Ele estava a escutar música”, acrescentou o secretário da Academia. O Prémio Nobel da Literatura 2011 vive numa ilha e depois de ter ficado doente publicou três obras.
Desde 1973 que Tomas Tranströmer, que é o poeta sueco mais traduzido no mundo e recebeu o Prémio Literário do Conselho Nórdico em 1990, era candidato ao Nobel. Há 40 anos que um autor sueco não recebia este prémio.
O poeta e tradutor Vasco Graça Moura disse ontem à agência Lusa que a poesia do autor sueco “tem uma grande força lírica e preocupação social” e considerou-o “um Prémio Nobel muito merecido”. “Ele é muito importante e é o maior poeta sueco vivo”, afirmou. Sobre a obra de Tranströmer, o escritor português sublinhou “a grande força de utilização das imagens, com uma faceta um pouco surrealista”. Vasco Graça Moura traduziu vários poemas de Tranströmer entre eles um sobre Lisboa, “Alfama”, que se encontra na obra “21 poetas suecos”.
No ano passado a distinção foi atribuída ao escritor peruano Mário Vargas Llosa. O prémio tem um valor pecuniário de dez milhões de coroas suecas (cerca de um milhão de euros).
Este é o quarto prémio atribuído pela Academia Sueca este ano depois do Nobel da Medicina (Ralph Steinman, Bruce Beutler e Jules Hoffmann), da Física (Saul Perlmutter, Brian Schmidt e Adam Riess,) e da Química (Daniel Shechtman). Hoje será atribuído o Prémio Nobel da Paz.

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »