Semana de Saramago abre em Nova Iorque

Pilar del Rio tem acompanhado as várias homenagens feitas ao malogrado escritor
Pilar del Rio tem acompanhado as várias homenagens feitas ao malogrado escritor

O Nobel da Literatura tem, desde ontem, uma retrospectiva em Nova Iorque, através de sessões de cinema, conversas e debates, exposições, concertos e leituras de excertos das obras do escritor, anunciou a Reuters.
A Semana de José Saramago em Nova Iorque, organizada pelo Arte Institute e pela Fundação José Saramago, termina no dia 1 de Novembro.
Um dos destaques da homenagem ao escritor português é a exibição, no último dia, no Museu de Arte Moderna (MoMA), do filme “José & Pilar”, candidato a uma nomeação para os Óscares na categoria de melhor filme estrangeiro. A galeria Sonnabend, dirigida pelo galerista de origem portuguesa António Homem, também se associa à iniciativa, com uma tertúlia dedicada a José Saramago, no domingo. Na segunda-feira, realiza-se um concerto de Noiserv, projecto de David Santos (que compôs a banda sonora do filme). Na Rutgers University, em Nova Jérsia, visitada por Saramago há dez anos, o Departamento de Espanhol e Português vai mostrar excertos do documentário “José & Pilar”.
Criada em Abril deste ano, a organização sem fins lucrativos Arte Institute já realizou um Festival de Cinema Português em Nova Iorque, com dezenas de curtas-metragens, a par de mostras de artes plásticas e música portuguesa.
José de Sousa Saramago foi um escritor, argumentista, ensaísta, jornalista, dramaturgo e poeta português que foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998, assim como de um Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa.
O seu livro “Ensaio sobre a Cegueira” foi adaptado para o cinema e lançado, em 2008, no Japão, Brasil, Uruguai e Canadá, pelo cineasta Fernando Meirelles.

 

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

DEIXE UMA RESPOSTA