Sarkozy e Merkel se dizem otimistas sobre negociações para salvar o euro

O presidente francês Nicolas Sarkozy se reuniu hoje em Bruxelas com a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente do Conselho Europeu, Herman von Rompuy.
O presidente francês Nicolas Sarkozy se reuniu hoje em Bruxelas com a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente do Conselho Europeu, Herman von Rompuy.

O presidente francês Nicolas Sarkozy e a chanceler alemã Angela Merkel garantiram neste sábado que as negociações para salvar a Grécia e a zona do euro estão progredindo. O plano europeu para sair da crise começa a tomar forma com um primeiro acordo sobre a recapitalização dos bancos do continente.

A maratona de tratativas sobre uma resposta ao risco de contágio da crise da dívida soberana continuou de maneira intensa neste sábado, às vésperas de uma cúpula dos líderes europeus na qual a Itália será pressionada pelos outros países membros para assumir um compromisso sério em relação à redução do seu déficit.

O presidente francês Nicolas Sarkozy declarou em Bruxelas estar confiante no resultado das discussões entre os países membros da zona do euro sobre a crise das dívidas soberanas. Depois de ter se reunido novamente com a chanceler alemã Angela Merkel, Sarkozy disse que houve progressos nas negociações. “De hoje até quarta-feira é preciso encontrar uma solução definitiva, não ha outra escolha”, disse o presidente francês. Angela Merkel fez declarações parecidas, dizendo-se otimista sobre as possibilidades de se chegar a um acordo “ambicioso”.

A Europa preparou um plano com três fases: uma restruturação importante da dívida grega, a recapitalização dos bancos para absorver esse choque e o reforço do FESF (Fundo europeu de Estabilidade Financeira), concebido para evitar a propagação da crise à Itálian e à Espanha. O impasse nas negociações se deve sobretudo às divergências entre Alemanha e França sobre o papel do FESF.

No que diz respeito à primeira fase, os ministros das finanças da zona do euro decidiram na sexta-feira à noite pedir aos bancos credores da Grécia que cancelem ao menos a metade do valor da dívida. E neste sábado eles chegaram a um acordo para recapitalizar os bancos do continente com um montante total que deverá girar em torno de € 100 bilhões.

Os líderes europeus se encontram neste domingo em Bruxelas para uma primeira cúpula, a fim de avançar nas negociações, e na quarta-feira se reúnem em uma segunda cúpula para chegar a resultados concretos.

 

Fonte: RFI

Foto: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA