Requalificação de Ndalatando satisfaz munícipes

Obras de impacto social em curso visam melhorar o nível de vida dos habitantes da província e arredores e a imagem da localidade
Obras de impacto social em curso visam melhorar o nível de vida dos habitantes da província e arredores e a imagem da localidade

A província do Kwanza-Norte pode contar, até Dezembro próximo, com cerca de 30 novas infra-estruturas, de âmbito social e económico, construídas e reabilitadas na região, no quadro do Programa Nacional de Investimentos Públicos.
A informação foi avançada esta semana, na cidade de Ndalatando, pelo vice-governador do Kwanza-Norte para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Erlindo Lidador. Em relação à especificidade das obras, Erlindo Lidador avançou que são na sua maioria unidades sanitárias, pedagógicas, comerciais, protocolares e policiais, para além das redes viárias.
O governante frisou que estão em fase de acabamento o Instituto Médio de Saúde, a unidade policial de protecção de entidades protocolares e uma maternidade de carácter municipal. Erlindo Lidador afirmou que a instituição de formação sanitária comporta 12 salas, laboratórios e outras dependências administrativas.
De momento, reforçou, decorrem trabalhos de construção de uma quadra desportiva multi-uso, espaços verdes e parque de estacionamento, cujas obras podem ser entregues em finais do mês em curso.  Erlindo Lidador sublinhou que, caso se concretize tal propósito, o imóvel pode, no próximo ano, receber os primeiros estudantes.
Uma unidade policial está a ser projectada no Bairro Catome de Cima, num perímetro com cerca de mil metros quadrados, com dependências administrativas e operativas, para além de um recinto para as tropas em parada.
A nova maternidade do município de Cazengo tem capacidade para 60 camas, divididas em três blocos. A maternidade está a ser construída no bairro do Tenga, arredores de Ndalatando. A sua conclusão está prevista igualmente para finais de Dezembro. Em Ndalatando, estão em reabilitação o Cine local e o Pavilhão Gimnodesportivo José Eduardo dos Santos.

Trabalhos em curso 

A par dos projectos de construção civil, o Governo do Kwanza-Norte está também engajado na reabilitação de dez quilómetros de asfalto da cidade de Ndalatando, além dos largos do Ambiente, Agostinho Neto e 1º de Maio.
A renovação dos passeios e lancis interrompidos em 2009, em função da reabilitação da rede de distribuição interna de água daquela urbe, consignada ao projecto “Mucari”, consta do projecto.
Das zonas a serem requalificadas, constam cinco novos bairros, os chamados bairros de 90 e de 20 casas, Juventude, Coqueiros e Miradouro até à nascente de Santa Isabel, que pela primeira vez vão ser asfaltados, com aplicação de lancis e passeios. O centro médico do “Sassa Povoação”, localizado ao norte da cidade, vai ser ligado por estrada.   O mesmo percurso vai contar com bermas e passeios, de forma a conferir melhor aspecto à unidade sanitária.
De acordo com o empreiteiro das empresas encarregadas dos trabalhos de asfaltagem, António Sobral, a camada do novo tapete asfáltico tem cinco centímetros de espessura e 24 jovens trabalham na obra, entre angolanos e estrangeiros. António Sobral revelou que a conclusão da empreitada está inicialmente prevista para o dia 8 de Novembro, caso não haja quaisquer interrupções.
O vice-governador disse que, no domínio das telecomunicações, prevê-se a instalação do sistema “Fibra óptica” em algumas ruas da cidade. Muxima António, estudante de 23 anos, afirmou que a conclusão das obras vai devolver o orgulho aos citadinos. Maria de Almeida, para além de louvar o trabalho do Governo, solicitou às autoridades no sentido da execução de trabalhos similares noutros municípios da província.

Obras a nível do interior 

A nível do interior do Kwanza-Norte estão outras obras em curso. Por exemplo, no município de Cambambe encontram-se em fase de conclusão 31 casas, destinadas a albergar os quadros locais.  O projecto do condomínio habitacional começou em 2009 e termina em Dezembro do corrente ano.
O vice-governador afirmou que no município da Banga está em construção uma casa protocolar, a Administração municipal e moradias para o administrador e seu adjunto. Está ainda em ampliação o centro médico local, que pode ser elevado à categoria de hospital.
A equipa de reportagem do Jornal de Angola apurou que obras similares estão a ser erguidas na vila de Quilombo dos Dembos, no município do Nguenguembo e suas comunas.

Marcelo Manuel | Ndalatando

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Nilo Mateus

DEIXE UMA RESPOSTA