Ler Agora:
Receita petrolífera aumentou mais de USD 7,5 mil milhões até Agosto
Artigo completo 4 minutos de leitura

Receita petrolífera aumentou mais de USD 7,5 mil milhões até Agosto

A receita total proveniente das exportações petrolíferas

A receita total proveniente das exportações petrolíferas, englobando a receita da concessionária, a Sonangol, e a arrecadação fiscal, aumentou perto de USD 7.621 milhões até Agosto (cerca de 44%) em comparação com igual período de 2010. Assim, segundo os dados revelados pelo Ministério das Finanças, no final de Agosto de 2010 o valor acumulado do ano ascendia a mais de USD 17.334 milhões, ao passo que no final de Agosto deste ano excedia os USD 24.954 milhões.

Isto, não obstante as exportações se terem reduzido em volume nos primeiros oito meses do ano, registando uma quebra da ordem dos 12,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. O preço médio de exportação foi, no período em análise, de USD 75,39 em 2010, registando um aumento considerável no corrente ano, passando para USD 108,05.

O preço médio do barril reflecte, ao longo deste ano, a volatilidade que afecta o mercado da commodity, subindo de Janeiro até Março (de USD 90 para USD 122,09 o barril em Março para voltar a uma rota descendente até Julho e registar nova ligeira recuperação em Agosto. Registe-se que o valor do barril de petróleo subjacente à “Fundamentação do Pedido de Autorização de Créditos Adicionais ao Orçamento Geral de Estado (OGE) de 2011”, de Maio deste ano, foi fixado em USD 95,37, abaixo do valor médio verificado até Agosto (USD 108,05). Embora o Governo indicasse, por altura da revisão do quadro macroeconómico que serve de referência ao OGE, que as estimativas apontavam para que o preço médio do petróleo angolano se deveria situar “em torno dos USD 110,00 por barril”, preferiu adoptar uma posição de prudência, assumindo o “preço conservador de USD 95,37” por barril.

É mais que provável que o preço médio anual venha a coincidir com a projecção do Executivo, tendo em conta o recuo do valor do crude nas últimas semanas face aos riscos de nova crise internacional, sendo que tanto o barril de referência da Opep como o Brent já desceram, esta semana, abaixo da fasquia dos USD 100 (ver secção Petróleo).

Angola exportou diariamente 1,604 milhões de barris Em 2010, no período considerado, a exportação situou-se, em média, nos 1,808 milhões de barris diários, ao passo que este ano se registou uma quebra acentuada na exportação diária aferida em termos médios, a qual se quedou pelos 1,604 milhões de barris.

Recorde-se que o Executivo constatava, em Maio, na “Fundamentação do Pedido de Autorização de Créditos Adicionais ao Orçamento Geral de Estado (OGE) de 2011”, que nos primeiros quatro meses de 2011 o volume de exportação média diária de petróleo se situou “apenas nos 1.644,6 mil barris, contra os 1.900 mil barris tidos como pressuposto do Orçamento”.

Este ano, no período considerado, foi o mês de Agosto o que observou um maior volume de exportação (52.825.896 barris, ou, em termos médios, 1,704 milhões de barris diários) e, no conjunto dos dois anos, ou seja, no somatório dos primeiros oito meses de 2010 e de igual período de 2011, o mês de Julho de 2011 foi aquele em que o país exportou menos petróleo (42.989.243 barris ou, em termos médios, 1,387 milhões de barris diários). A receita fiscal decorrente da aplicação ao petróleo exportado do IRP, IPP, ITP também subiu em mais de USD 2.393 milhões quando se comparam os oito primeiros meses de 2010 e 2011. A receita da concessionária registou, de igual modo, um acréscimo, passando de USD 11.213 milhões em 2010 para perto de USD 16.440 milhões em 2011, ou seja, mais USD 5.227 milhões.
Por: Luís Faria

Fonte: Exame

Foto: Exame

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »