Primeiro-ministro pede que gregos ajudem a evitar uma “catástrofe”

Trabalhadores anunciam mais greves
Trabalhadores anunciam mais greves

O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, pediu paciência aos gregos, que estão cada vez mais furiosos com os esforços de austeridade, e disse que o seu governo luta para evitar uma “catástrofe” financeira.
George Papandreou, que falava numa entrevista publicada ontem pelo jornal grego Protothema, disse que o seu governo está empenhado em evitar a bancarrota, mas que ainda existem enormes desafios.
“Eu gostaria muito de garantir a todos uma solução imediata, uma vida melhor hoje… Eu seria o homem mais feliz do Mundo se eu pudesse fazer isso, mas eu não posso e tenho o dever de ser honesto e dizer a verdade a cada cidadão grego”, disse.
O primeiro-ministro grego também excluiu qualquer perspectiva de demissão, uma hipótese evocada pela imprensa em Setembro, e a opção por um governo de unidade nacional, outro cenário avançado pela imprensa.
Na próxima semana, o Parlamento grego deve aprovar medidas, incluindo cortes nas remunerações e pensões, além de milhares de demissões nos serviços públicos.
Os principais sindicatos gregos decidiram comvocar uma greve de 48 horas que promete fechar a maioria dos serviços do país. A greve está a ser organizada para coincidir com uma votação no Parlamento, na quarta-feira e na quinta-feira.

Fonte: Jornal de Angola

Foto: AFP

 

DEIXE UMA RESPOSTA