Para alemães, o bicampeão Sebastian Vettel é criança-prodígio

O piloto alemão Sebastian Vettel.
O piloto alemão Sebastian Vettel.

O mais jovem bicampeão mundial de Fórmula ocupa as principais manchetes da imprensa esportiva europeia. Na Alemanha, sua terra natal, Sebastian Vettel, é tratado como uma criança-prodígio. “A segunda criança-prodígio alemã depois de Boris Becker está entre nós”, escreve o jornal Leipziger Volkszeitung, em referência ao ex-tenista alemão.

O jornal ainda diz que o piloto de 24 anos é um “superstar”, mas que não se comporta como a grande estrela que é e tem o perfil de um genro ideal, que não cede diante de nenhum ataque, seja na sua vida pessoal ou dentro de seu cockpit.

“Após vários anos marcados por escândalos, intrigas e campanhas diversas, a Fórmula 1 pode enfim render manchetes positivas. E ela as deve a Sebastian Vettel, graças às suas performances”, afirma o Wastälische Nachrichten. “Gestão de motor, desgaste de pneus, conhecimentos técnicos, ele aproveita o melhor dos engenheiros e dá verdadeiras provas de um grande espírito de equipe. Diferentemente de vários de seus antecessores”, continua o jornal.

Bild, jornal mais popular da Alemanha, pergunta se Vettel será imbatível daqui para frente e brinca que “por trás de sua cara de anjo se esconde um verdadeiro matador”.

Comparações

O Süddeutsche Zeitung, diário da Bavária, no sul do país, prevê uma carreira longa e cheia de sucesso para o jovem piloto: “que Vettel tenha conseguido conquistar o título tão cedo e diante de tanta concorrência é incrível. (Michael) Schumacker, geralmente tinha , no seu apogeu, apenas um adversário”, afirma.

O diário faz as contas e acredita que se Vettel ficar nas pistas por tanto tempo quanto Schumacker, ele poderá ser campeão mundial 19 vezes.

 

Fonte: RFI

 

Fotografia: REUTERS/Yuriko Nakao

DEIXE UMA RESPOSTA