Ler Agora:
Organização feminina exorta mulheres a frequentarem as aulas de alfabetização
Artigo completo 2 minutos de leitura

Organização feminina exorta mulheres a frequentarem as aulas de alfabetização

O desejo de aprender a ler e escrever é manifestado por muitas pessoas para estarem melhor informadas

A secretária provincial adjunta da Organização da Mulher Angola (OMA) no Cunene, Muteka Mbutu, convidou ontem, na cidade de Ondjiva, as mulheres rurais a frequentarem as aulas de alfabetização.
Em declarações à Angop, no quadro das jornadas comemorativas do Dia da Mulher Rural, que amanhã se assinala, Muteka Mbutu disse ser imperiosa a participação da mulher rural no programa de alfabetização para melhor compreender os fenómenos da sociedade.
Muteka Mbutu defendeu a necessidade de as mulheres elevarem o seu grau de conhecimento para estarem melhor informadas do que se passa no país e no mundo.
Frisou que longe vai o tempo em que a mulher ficava em casa apenas para cuidar dos filhos e dos afazeres domésticos.
“Para vencerem o grau de inferioridade é preciso que se empenhem mais nos estudos, lutando igualmente para ajudar a reduzir os índices da mortalidade materna infantil, e violência doméstica”, frisou. “É um erro, nesta era da globalização, as pessoas não saberem ler e escrever”, acrescentou a secretária adjunta da organização feminina do MPLA. Muteka Mbutu acrescentou que em todas as etapas do do processo de desenvolvimento do país, a mulher angolana jogou sempre um papel activo, facto reconhecido pelo Estado angolano. Reconheceu, na ocasião, a força e coragem da mulher rural que, apesar das dificuldades, trabalha a terra para o sustento familiar, garantido a sua segurança alimentar.
O Dia da Mulher Rural foi instituído a 15 de Outubro de 1995 pela Organização das Nações Unidas (ONU), na sua IV Conferência Sobre a Mulher, realizada em Pequim, com o objectivo de elevar a consciência mundial sobre o papel da mulher rural no fortalecimento da sociedade, da economia no geral e das famílias em particular.

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Jornal de Angola

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »