Novos membros do Conselho de Direcção do Mirex tomam posse

Novos membros do Conselho de Direcção do Mirex empossados.
Novos membros do Conselho de Direcção do Mirex empossados.

Luanda – Novos membros do Conselho de Direcção do Ministério das Relações Exteriores (Mirex) tomaram posse hoje, em Luanda, durante um acto presidido pelo titular da pasta, Georges Chikoti.

Foram empossados Joaquim do Espírito Santo, para o cargo de Director de África, Médio Oriente e Organizações Regionais, Elsa Antónia Rogue Caposso Vicente, responsável da Direcção de Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mário Feliz, do Instituto das Comunidades e Políticas Migratórias, e Francisco José da Cruz, do Gabinete de Estudos e Análises.

Na mesma cerimónia foram ainda empossados Adelaide Teixeira Padrão, directora do Gabinete da secretária de Estado para a Cooperação, Clemente Camenha, director adjunto do Instituto das Comunidades e Políticas Migratórias, Manuel Gomes dos Santos, Cônsul Geral na República Federativa do Brasil, e Bento Salazar André, Cônsul Geral no Porto, Portugal.

Na ocasião, o ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, referiu que com este acto o ministério inicia um novo ciclo de desafios na sua caminhada, que vai permitir lançar a instituição à altura dos desafios que se lhe colocam na arena internacional, bem como na esfera nacional.

Por este facto, o ministro disse que o dia é importante para todos os funcionários do Mirex, e que é o resultado daquilo que muitos queriam ou vinham pensando.

Explicou que com a passagem da direcção das Organizações Internacionais para direcção da Cooperação Multilateral esta passa a ter mais responsabilidades, mas ao mesmo tempo reduz alguma confusão, através de uma melhor delimitação da sua área.

Por sua vez, a direcção África e Médio Oriente, a partir de agora, cuidará das questões regionais, tal como o Instituto das Comunidades, que passa a velar não só pela Migração, mas também dos aspectos consulares, reduzindo assim o trabalho da direcção dos Assuntos Jurídicos e Consulares.

Disse que o novo Gabinete de Estudos e Análises fará durante todo o ano reflexões estratégicas para todas as direcções e instituições do ministério.

O ministro considerou ainda que, no quadro destas alterações, o Instituto de Cooperação para o Desenvolvimento será vital na cooperação internacional.

No entanto, frisou que a sua documentação ainda terá de voltar para o Conselho de Ministros para trabalhar sobre o seu estatuto e delimitar o seu âmbito.

Com este esforço conseguimos, de alguma maneira racionalizar as direcções, definir melhor aquilo que podemos fazer durante este período de crescimento de Angola.

Georges Chicoti defendeu ainda que as alterações irão permitir uma certa descentralização e por fim a pressão no trabalho a que estavam sujeitas as  direcções.

A tomada de posse destes novos membros do Conselho de Direcção tem lugar à luz do Decreto Presidencial nº 228/11 de 17 de Agosto, sobre o novo Estatuto Orgânico do Mirex.

As alterações visam a adequação da actividade diplomática angolana à actual dinâmica das relações internacionais.

Presenciaram a cerimónia os secretários de Estado, Exalgina Gâmboa e Rui Mangueira, a secretária geral, Cuandina de Carvalho, entre outros altos funcionários do Mirex.

Fonte: Angop

Foto: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA