Miss Universo aceita convite da ONU

Angolana reconhece que se trata de um desafio difícil mas estimulante
Angolana reconhece que se trata de um desafio difícil mas estimulante

A Miss Universo 2011, a angolana Leila Lopes, aceitou o convite das Nações Unidas para se tornar Embaixadora da Boa Vontade para a Desertificação, formulado no mês passado por esta organização mundial.
Leila Lopes manifestou essa disponibilidade na quarta-feira durante uma reunião entre a Missão Permanente de Angola junto das Nações Unidas em Nova Iorque, o Secretariado Executivo da Convenção da ONU sobre o Combate à Desertificação (UNCCD) e a Organização Miss Universo.
Durante a reunião, realizada na Missão Angolana e conduzida pelo representante permanente de Angola junto das Nações Unidas, embaixador Ismael Gaspar Martins, Leila Lopes e os membros da Organização Miss Universo receberam informações detalhadas do Secretariado Executivo da UNCCD acerca do papel e importância de um embaixador de Boa Vontade da ONU, especialmente nas questões atinentes ao combate à desertificação.
Apesar de reconhecer ser uma missão difícil, a Miss universo aceitou o desafio, justificando ser gratificante ajudar a mitigar o fenómeno da seca e desertificação e suas consequências tendo em conta que este fenómeno contribui para a diminuição das terras aráveis e das zonas de pasto, causando o aumento da fome e da pobreza, principalmente entre velhos, crianças e mulheres. Angola é um dos 110 países afectados pela degradação dos solos e desertificação, um processo de perda de fertilidade e de produtividade da terra que remete as pessoas à pobreza e à insegurança alimentar, sendo a África o continente mais vulnerável.
Augura-se que a futura embaixadora Leila Lopes venha a desenvolver programas que contribuam para a sensibilização da comunidade internacional com vista a uma maior compreensão do problema e elaboração de políticas de gestão sustentável dos solos.
A prevenção e regressão da desertificação, talcomo a mitigação dos efeitos da seca são factores cruciais para a redução da seca e melhoria da sustentabilidade ambiental nas regiões áridas.
A disponibilidade de Leila Lopes servir como embaixadora de Boa Vontade da ONU deve ser formalizada pela Organização Miss Universo em carta de aceitação a ser dirigida ao UNCCD, o que poderá acontecer nos próximos dias.

Com 194 países signatários, a Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação foi estabelecida em 1994. É o único instrumento internacional juridicamente vinculativo ligado ao ambiente, desenvolvimento e promoção da saúde dos solos, facilitando a realização dos objectivos de desenvolvimento do milénio.

 

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

DEIXE UMA RESPOSTA