Ministra da Comunicação Social destaca empenho dos profissionais da TPA

Ministra Carolina Cerqueira
Ministra Carolina Cerqueira

Luanda – A ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, destacou nesta  terça-feira, em Luanda, o empenho, profissionalismo e espírito de missão dos trabalhadores da Televisão Pública de Angola (TPA), para que as emissões vão diariamente de encontro as expectativas dos telespectadores.

Numa mensagem de felicitação, pelo 36º aniversário da empresa pública que hoje se assinala, sublinhou que o empenho se faz sentir quer a nível das fronteiras locais, por via dos canais 1 e 2, bem como, além fronteiras, por via do Canal Internacional, que pode ser considerada uma conquista que para todo o sempre ficará registada no histórico da estação televisiva.
“Pela comemoração de mais um aniversário da sua existência, em meu nome e em nome dos funcionários do Ministério da Comunicação Social, saúdo a direcção e o colectivo de trabalhadores da Televisão Pública de Angola”, frisou a governante.
A governante deseja que a efeméride esteja a ser celebrada em momento e ambiente de júbilo e regozijo, por mais um ano pelo dever cumprido.
No seu entender, por ser a televisão, um meio com capacidade de alargar o horizonte de compreensão dos fenómenos que envolvem as sociedades e ao mesmo tempo um factor que permite a percepção do mundo actual em outras latitudes, o dia-a-dia laboral dos funcionários da TPA deve ter sempre presente a necessidade de construção de uma sociedade realizada em padrões de sã convivência.
Estes padrões, refere, devem servir de alicerce para a solidificação das instituições do Estado de direito, livre e democrático que se constrói em Angola.
“Na base de uma informação plural – gestão rigorosa ao serviço da cidadania, podemos nos dar por felizes, pois os indicadores revelam que o trabalho desenvolvido pela Administração da Empresa está no bom caminho”, lê-se na nota.
Referiu que todo este trabalho, visa transformar a TPA numa marca de referência, ajustada aos mais modernos padrões o nível das demais cadeias televisivas do mundo.
Nesta direcção, prossegue a governante, são vários os desafios que se apresentam no percurso, pelo que devem ser compreendidos como oportunidades para mostrarem o potencial à todos os níveis, adaptando-se as exigências impostas pela dinâmica da sociedade informativa, cuja revolução tecnológica caminha numa velocidade impressionante.
A ministra realça igualmente os ganhos tecnológicos que a TPA vem registando nos últimos tempos, significando isso o permanente e actualizado olhar, pensar, sentir e fazer Televisão, exercício realizado ao longo dos 36 anos de existência da estação de difusão televisiva.
“Compreendendo o campo da Comunicação Social, particularmente da Televisão, como um universo cada vez mais competitivo, e afigura-se incontornável a necessidade de readaptação constante às alterações impostas pela dinâmica da vida, sendo tarefa permanente, buscar a excelência profissional, para que tenhamos uma televisão em que toda a sociedade se revê nos seus conteúdos”, expressou a governante.
Aos trabalhadores da Televisão Pública de Angola, de Cabinda ao Cunene, a ministra deseja felicidade neste dia, esperando que ele constitua pretexto para um convívio festivo, observando sempre o princípio de que o trabalho ainda não está concluído.
Fonte: Angop
Foto: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA