Linguagem gestual na televisão pública

António Henriques da Silva
António Henriques da Silva

O presidente do Conselho de Administração da Televisão Pública de Angola (TPA), António Henriques da Silva, anunciou ontem, em Luanda, a introdução da linguagem gestual na grelha de programas da estação pública, para possibilitar um melhor acesso à informação dos não ouvintes e favorecer a inclusão social dos telespectadores surdos e mudos.
A experiência já funcionou num projecto-piloto durante cerca de um mês e vai ser retomado no próximo ano, com a estreita colaboração do Ministério da Educação.
António Henriques da Silva disse ao Jornal de Angola que, com a nova grelha da TPA, seis novos programas de entretenimento e informação vão ser introduzidos. “A nossa Televisão assumiu, desde o passado dia 18, o novo slogan ‘TPA somos todos nós’”, e, nesse sentido, é de grande importância introduzir a linguagem gestual, porque a televisão é um meio privilegiado para essa missão de integração dos surdos. Entre os vários objectivos definidos pela nova administração, realçou a implementação de uma política salarial uniforme, a integração da publicidade como principal fonte de receitas e a assinatura de um convénio com uma prestadora de serviços de saúde.
A inauguração dos centros de produção nas províncias de Malange e Kwanza-Norte permite, segundo António Henriques da Silva, ao conselho de administração que dirige pensar num futuro melhor em termos de oferta de serviços de qualidade aos telespectadores.
“Em Luanda, felizmente, a nossa grelha de programas já está a ser produzida no Centro de Produção de Camama, incluindo os seis novos programas”, sublinhou.
No que se refere à nova grelha de programas, António Henriques da Silva adiantou que a TPA passará a ter 47 programas nacionais, 16 informativos e 31 não informativos, sendo 14 novos programas e 33 programas reestruturados. Duas telenovelas, séries, filmes no espaço Sétima Arte e Cine Estúdio, eventos desportivos e separatas educativas, transmissão em directo de eventos sociais, políticos e culturais, constam ainda da nova grelha de programas da TPA.

Manuela Gomes

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Mota Ambrósio

DEIXE UMA RESPOSTA