Justino P. Andrade: Tentaram “eliminar” o correspondente da VOA em Cabinda

Justino Pinto de Andrade (dir.) (foto de arquivo)
Justino Pinto de Andrade (dir.) (foto de arquivo)

Os indivíduos armados que entraram na casa do correspondente da Voz da América (VOA) em Cabinda, “foram lá para o eliminar”, disse, no Angola Fala Só, o presidente do Bloco Democrático, Justino Pinto de Andrade.

O proeminente politico angolano declarou não haver outra razão para várias pessoas armadas e sem uniforme aparecerem, sem aviso nem razão, na residência do jornalista. E disse que as autoridades devem esclarecer o caso para que não se pense que pode haver cumplicidade.

Respondendo aos ouvintes da VOA Justino Pinto de Andrade disse ainda que os jovens manifestantes que se expressam em Luanda são “a vanguarda” e que as suas preocupações são iguais às dos mais velhos.

Sobre as acusações de corrupção feitas contra figuras do regime opiona que “a justiçe deve resolver os problemas” denunciados e que os acusados devem defender-se e desmentir as acusações se entemdem que elas são infundadas.

Espera ver o Bloco Democrático eleger deputados nas eleições de 2012, mas considera resolver os problemas apontados ao processo eleitoral, ou “haverá sempre a suspeita de fraude”.

Sobre as acusações de corrupção feitas contra figuras do regime opiona que “a justiça deve resolver os problemas” denunciados e que os acusados devem defender-se e desmentir as acusações se entemdem que elas são infundadas.

 

Fonte: VOA

Foto: Alexandre Neto / VOA

DEIXE UMA RESPOSTA