Ler Agora:
Jibóia “visita” mercado e amedronta vendedores
Artigo completo 2 minutos de leitura

Jibóia “visita” mercado e amedronta vendedores

Um dos vendedores exibe para as câmaras o corpo do animal morto

Uma jibóia foi encontrada e morta ontem, por volta das 5h30, no mercado de Luanda Sul. O jovem Edson Júnior, que passava em frente do mercado, proveniente de uma discoteca, escapou ao ataque do animal de 2,7 metros.
“Vi o bicho ao longe e quando me aproximei do segundo portão tentou atacar-me. Atingi-o com uma pedra na cabeça e logo perdeu as forças”, afirmou Edson Júnior, à reportagem do Jornal de Angola, aparentemente cansado.
O jovem, que foi ajudado por um amigo, acrescentou que o bicho chegou a morder-lhe as calças de ganga e que foi com uma enxada que desferiu ao animal agressor o golpe final.
Maria Gomes, vendedora do mercado, disse que no dia anterior trabalhou até as 18h00 e não notou qualquer anomalia ou movimento estranho. Segundo ela, é estranha a presença de uma jibóia num local tão distante de uma floresta ou lagoa. Alguns moradores próximo do mercado afastaram a hipótese da jibóia se ter escapado de uma residência qualquer em que, eventualmente, estivesse a ser domesticada. Outros, mais místicos, apontaram factores tradicionais como estando na origem do surgimento do bicho. Algumas vendedoras mostraram-se mesmo desencorajadas a continuar a trabalhar naquele local, com receio de serem surpreendidas por uma outra jibóia.
O recurso ao Serviço de Bombeiros para vistoriar regularmente o mercado foi apontado como solução pelas vendedoras.
O Jornal de Angola tentou encontrar uma explicação plausível para a presença do animal naquele local, por parte de um responsável da Direcção Nacional da Biodiversidade, mas este adiantou que só podia pronunciar-se sobre o assunto em presença do bicho.

 

Filipe Eduardo

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Filipe Eduardo

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »