Huíla aposta forte no turismo

Serra da Leba, Lubango
Serra da Leba, Lubango

As autoridades da Huíla estão apostadas em fazer da província um grande destino turístico do país.

Neste momento a prioridade passa em melhorar o acesso das chamadas zonas tradicionais de interesse turístico com realce para o Cristo Rei, Cascata da Huíla, Fenda da Tundavala e outros.

As visitas turísticas na região têm vindo a subir nos últimos anos.

O Serviço de Migração e Estrangeiros confirma que os pedidos de vistos de turismo para a Huíla aumentaram pouco depois do fim da guerra;

“ Neste particular pelo menos temos estado a notar o incremento dos estrangeiros que entram com visto de turismo e acreditamos que vêm mesmo para fazer turismo”.

O porta-voz do Serviço de Migração e Estrangeiros na Huíla, António Samuel Boca.

Os preços aplicados hoje pelas unidades hoteleiras são competitivos no mercado, mas podem ser melhorados caso sejam atenuados os custos com a água e luz apontados ainda como embaraços neste ramo de actividade, alerta Joaquim Silva da Associação de Hotelaria e Turismo da Huíla;

“ Sem água e sem energia não podemos fazer hotelaria se tivermos que primar ou pugnar pela higienização das unidades hoteleiras, o hotel não pode e nem deve sobreviver com água comprada em reservatório, não senhor! Eu alimentar um hotel com pelo menos cento e tal camas um hotel de 5, 3, 4 estrelas por exemplo, ser alimentado por um gerador que não é menos de 100 KVA´s, imaginemos quantos litros de gasóleo são necessários para accionar este gerador? Quanto custa o combustível? Quantas horas trabalhamos para satisfazer as vontades dos utentes que estão alojados no meu hotel?”.

O chefe do Departamento de Hotelaria e Turismo da Huíla, João Silvestre, acredita que o futuro é promissor;

“ A quantidade de quartos e a qualidade das unidades hoteleiras têm resolvido o problema dos turistas que se deslocam a esta província. Neste preciso momento posso dizer que o turismo ao nível da província é um sector promissor que está a corresponder ao crescimento que o país tem”.

Oito unidades hoteleiras que poderão passar para 12 até 2012, dezenas de aldeamentos turísticos, pensões, hospedarias e belíssimas áreas de atracção turística fazem as delícias de quem visita a província da Huíla.

 

Por Teodoro Albano | Lubango

Fonte: VOA

Foto: RVOA

DEIXE UMA RESPOSTA