Governador do Huambo promove comércio rural

Governo da província do Huambo prepara as condições para a comercialização de produtos essenciais nas zonas rurais
Governo da província do Huambo prepara as condições para a comercialização de produtos essenciais nas zonas rurais

O governo do Huambo apresentou na quinta-feira, na cidade do Huambo, o programa de promoção do comércio rural, que visa dinamizar o sector nas localidades afastadas das vilas municipais e acelerar as transacções comerciais entre o campo e as zonas urbanas.
Na ocasião, o governador provincial, Faustino Muteka, que pediu celeridade aos empresários locais na implementação dos projectos que visam garantir melhor qualidade de vida às populações rurais, admitiu que o êxito deste programa depende da melhoria das vias de acesso às zonas rurais.
O programa de promoção do comércio rural, de acordo com a directora provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo, Delina Samessele, vai ser implementado, numa primeira fase, em 12 comunas dos municípios do Mungo, Bailundo, Londuimbali e Caála. Informou que, para os operadores grossistas, os financiamentos são de curto prazo, enquanto para os retalhistas são de médio prazo.Explicou que, na próxima quarta-feira tem lugar a assinatura de concessão de crédito bancário aos agentes económicos que remeteram os seus projectos ao programa de comércio rural.
O Banco Sol tem disponíveis cinco milhões de dólares para financiamentos aos empresários e pequenos comerciantes locais inscritos no programa de fomento do comércio rural nesta província.O facto foi dado a conhecer à Angop pelo gerente da referida instituição bancária, Anás Tadeu, tendo salientado que a disponibilização de tal valor resulta de um acordo entre o Banco Sol e o Banco de  Desenvolvimento de Angola.
Disse que, por parte da sua instituição, todas as condições estão criadas para começar a atender os interessados.
Por sua vez, a directora da região centro e sul do Banco BAI Micro-Finanças, Paula Alves, disse que a sua instituição possui idêntico valor, mas para atender clientes das províncias da Huíla, Bié, Benguela e Huambo. Informou que, destas quatro províncias, apenas o Huambo tem já candidatos com projectos elaborados, que a qualquer momento podem receber os valores solicitados junto dos bancos.

Fonte: Jornal de Angola
Fotografia: Jornal de Angola


DEIXE UMA RESPOSTA