Exército sudanês derrota rebeldes

Militares sudaneses venceram a rebelião
Militares sudaneses venceram a rebelião

O Exército sudanês controla a cidade de Sali e venceu a rebelião do Exército de Libertação Popular dirigido pelo antigo governador do Estado do Nilo Azul, Aggar Malik, noticiou, ontem, a agência SUNA.
O porta-voz do Exército sudanês disse, àquela agência, que “as Forças Armadas aniquilaram os rebeldes na cidade de Sali”, na fronteira com a Etiópia, que as tropas rebeldes “fugiram em todas as direcções e deixaram mortos e munições”.
A agência de notícias do Sudão acrescentou que o porta-voz, coronel Al-Sawarmi Khaled, afirmou que o Exército sudanês entrou naquela cidade estratégica após uma intensa batalha de 12 horas contra os rebeldes, que utilizaram carros blindados e artilharia.

Sudão e Sudão do Sul

A União Africana, reunida, na quinta-feira, em Addis Abeba, prorrogou, por um ano, o mandato do Painel de Aplicação de Alto Nível, dirigido pelo antigo Presidente sul-africano Thabo Mbeki, encarregado de resolver os diferendos entre o Sudão e o Sudão do Sul.

O Conselho de Paz e Segurança da União Africana tomou a decisão, tendo em vista a resolução de “questões pendentes” do Acordo de Paz Global (APG) assinado, em 2005, pelo Sudão e pelo Sudão Sul.
Na reunião de quinta-feira, o Conselho, anunciou, em comunicado, que decidiu prorrogar o mandato “para lhe permitir resolver as grandes questões pendentes, em conformidade com as decisões do Conselho e com as recomendações do Painel de Alto Nível da União Africana sobre Darfur”.
O Conselho de Paz e Segurança homenageou os membros do Painel sobre Darfur pela missão que lhes foi confiada e pediu à comunidade internacional que o continue a apoiar por ser “o órgão melhor colocado para dirigir e coordenar os esforços africanos e internacionais relativos ao Sudão e ao Sudão Sul.

 

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

DEIXE UMA RESPOSTA