Energia à população deve ser melhorada

A análise dos programas e projectos do sector de Energia dominou ontem a segunda reunião da Comissão Permanente do Conselho de Ministros no Palácio Presidencial
A análise dos programas e projectos do sector de Energia dominou ontem a segunda reunião da Comissão Permanente do Conselho de Ministros no Palácio Presidencial

Os programas do sector da Energia, nomeadamente nos domínios da produção, transporte e distribuição de corrente eléctrica mereceram atenção especial do Executivo, ontem, durante uma reunião da Comissão Permanente do Conselho de Ministros, realizada no Palácio Presidencial à Cidade Alta.
Sob orientação do Presidente José Eduardo dos Santos, a Comissão Permanente do Conselho de Ministros apreciou vários programas e projectos e fez recomendações no sentido de se assegurarem as condições técnicas, materiais e financeiras para que as obras em curso sejam concluídas em tempo útil.
Segundo um comunicado distribuído no fim da reunião, a Comissão Permanente do Conselho de Ministros recomendou também que “se continue a reforçar as capacidades instaladas em todo o país, com vista a melhorar e ampliar a oferta de energia eléctrica às populações”.
O órgão deu aval positivo ao Plano Director do Turismo, um instrumento que vai reger a política do Executivo no sector. O documento apreciado pela Comissão Permanente do Conselho de Ministros integra a Estratégia Nacional para 2012/2020 e os principais eixos de desenvolvimento do sector turístico em Angola, bem como um inventário e o cadastro dos recursos turísticos.
O comunicado avança que o Plano Director do Turismo contempla acções de divulgação do património cultural e material de Angola, acções de fomento do turismo entre os habitantes das diversas localidades e regiões do país, bem como planos de investimento na melhoria da qualidade da oferta dos serviços relacionados com o turismo, com vista a tornar o país num pólo de atracção turística.
Ainda de acordo com o comunicado, a Comissão Permanente apreciou ainda um programa para o controlo e a erradicação das principais doenças transfronteiriças nas áreas de execução do Projecto de Conservação do Okavango-Zambeze-ATFC KAZA, o qual contempla “acções de natureza diversa para o combate da propagação da mosca tsé-tsé, com vista à erradicação da tripanossomíase na região dos rios Kuando e Zambeze”.
Com a execução do programa, sublinha o comunicado, vai ser possível aumentar as zonas de produção agro-pecuária, melhorar o nível de vida das populações rurais, proteger a fauna e criar condições favoráveis ao desenvolvimento do turismo na referida região.

Na parte final do encontro, o órgão louvou a “abnegação e profissionalismo dos bombeiros e equipas técnicas que participaram no combate e extinção do incêndio ocorrido na fábrica de lubrificantes da SONANGOL, na Boavista, cuja determinação permitiu a contenção do sinistro e que se evitasse a perda de vidas”.

 

Kumuênho da Rosa

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Rogério Tuti

DEIXE UMA RESPOSTA