Empresários sul-africanos em Benguela

Benguela tem potencialidades nos domínios industriais que interessam aos empresários sul-africanos do KwaZulu-Natal
Benguela tem potencialidades nos domínios industriais que interessam aos empresários sul-africanos do KwaZulu-Natal

Um grupo de empresários sul-africanos, convidado pela Agência de Comércio e Investimento da província do KwaZulu-Natal (TIKZN na sigla em inglês), efectua desde quarta-feira uma visita a província de Benguela, numa missão de prospecção de oportunidades de negócios e contactos com potenciais parceiros, com o propósito de alargar a sua actividade a um novo mercado.
Trata-se de empresários das áreas de construção e engenharia civil, comércio, produção de bebidas, informática, consultoria e gestão, pescas e turismo que estão em Benguela para identificar oportunidades de investimento nestas áreas e estabelecer contactos comerciais com empresas e entidades locais.
Falando a jornalistas, o director-geral da agência para o sector de exportação e promoção do desenvolvimento, Neville Matjie, disse que a missão decorre no âmbito do protocolo de intenções rubricado em 2010 entre a província do KwaZulu-Natal e a de Benguela, com vista a estimular e incentivar o comércio entre ambas regiões.
De acordo com o director-geral, a maioria dos empresários sul-africanos que integra esta comitiva visita pela primeira vez a província de Benguela, estando previsto um encontro de negócios envolvendo representantes locais.
Neville Matjie referiu que, do KwaZulu-Natal, vieram companhias interessadas na promoção de negócios com empresas da província de Benguela, como forma de criar condições para a aprovação de projectos que contribuam para a geração de emprego e a melhoria das condições de vida da população. O director-geral afirmou ser objectivo da missão assegurar que as empresas das duas regiões mantenham a partir de agora contactos bilaterais permanentes no ramo dos negócios, conheçam a realidade local, os parâmetros e as vantagens para entrar num novo mercado.
Segundo afirmou, a Agência de Comércio e Investimento do KwaZulu-Natal encoraja desta forma as empresas daquela região da África do Sul a investirem em Benguela, daí que seja necessário conhecer o ambiente de negócios existente.
Neville Matjie disse que, durante os encontros agendados com as empresas e entidades benguelenses, de acordo com os interesses pré-identificados por cada interveniente da missão, a agência vai convidar os potenciais parceiros desta região a visitarem a província do KwaZulu-Natal, em busca de oportunidades de investimentos.

O director-geral sustentou que as áreas prioritárias desta missão de prospecção de oportunidades de negócios são a construção civil, engenharia de construção e fomento da habitação e tecnologia, que regista grandes avanços e pode ser fundamental no âmbito do protocolo de intenções.
O responsável destacou que entre as companhias convidadas está uma pertencente à multinacional sul-africana Spar, presente em muitos países de África, Europa e Ásia e que agora se quer estabelecer na província de Benguela, devendo por isso encontrar parceiros. Esta missão abriu as portas do protocolo de entendimento assinado entre o Governo Provincial de Benguela e as autoridades regionais do KwaZulu-Natal, em Janeiro de 2010.

Fonte: Jornal de Angola
Fotografia: Jornal de Angola

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA