Dois americanos ganham o Nobel por pesquisas na área de macroeconomia

Os americanos Thomas J. Sargent (esq.) e Christopher Sims dividem o Nobel de Economia de 2011.
Os americanos Thomas J. Sargent (esq.) e Christopher Sims dividem o Nobel de Economia de 2011.

O Prêmio Nobel de Economia de 2011 foi concedido hoje a dois americanos, Thomas J. Sargent e Christopher A. Sims, por suas pesquisas na área de macroeconomia.

Segundo o comunicado oficial, estudando de forma empírica os processos de causa e efeito em macroeconomia, os americanos desenvolveram métodos que ajudam a compreender as relações entre políticas econômicas e variáveis macroeconômicas como PIB, inflação, emprego e investimentos.

Thomas Sargent, de 68 anos, nasceu na Califórnia e é professor na Universidade de Nova York. Christopher Sims, de 69 anos, nascido em Washington, é professor na Universidade de Princeton.

O Nobel de economia é oferecido pelo Banco Central da Suécia em homenagem a Alfred Nobel, o químico e industrial sueco que inventou a dinamite e pediu, em seu testamento, que sua fortuna fosse dedicada à premiação de grandes invenções nas áreas de ciências e letras.

O Nobel de Economia fecha a temporada de entrega dos laureados de 2011.

 

Adriana Moysés
Fonte: RFI

Foto: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA