Diabetes é a segunda causa de morte entre os efectivos das Forças Armadas

Responsável militar anuncia programa de prevenção primária da doença
Responsável militar anuncia programa de prevenção primária da doença

A diabetes de tipo II são a segunda causa de morte e morbilidade no seio das Forças Armadas Angolanas (FAA), revelou ontem, em Luanda, o chefe da Direcção dos Serviços de Saúde do Estado-Maior General, tenente-general Aires Africano.
Discursando na abertura do primeiro Simpósio de Diabetes nas FAA, Aires Africano esclareceu que, face à actual situação, o Chefe do Estado-Maior General das FAA institucionalizou, através de um despacho, o programa de controlo da doença no seio dos seus efectivos. O programa prevê implementar acções de prevenção primária da diabetes a nível das unidade militares e instituições sanitárias das FAA, diagnosticar todos os tipos de diabetes, promover o conhecimento sobre os factores de risco da doença, com vista a melhorar a atitude e comportamento em relação aos mesmos, e criar linhas de investigação científica sobre a doença.  “Este simpósio materializa a regularização da actividade científica necessária para a implementação das acções de controlo da doenças previstas no referido despacho”, disse  a alta patente militar. A médica endocrinologista do Hospital Militar Principal Manuela Sande alertou que a adopção de uma vida saudável por parte das pessoas pode retardar o aparecimento das diabetes do tipo II.
Manuela Sande afirmou que a redução do consumo de bebidas alcoólicas, de tabaco e a prática de exercício físico são factores determinantes que podem atrasar o surgimento da diabetes. “A prevenção da diabetes do tipo II exige políticas de saúde pública, que promovam estilos de vida saudáveis, sem negligenciar a importância de comportamentos seguros, especialmente os relacionados com o álcool e o tabaco” disse.

Helma Reis

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA