Cooperativa Incontável recebe viaturas para escoamento de produtos agrícolas

Camponeses têm recebido diversos apoios para aumentarem a produção nas comunidades
Camponeses têm recebido diversos apoios para aumentarem a produção nas comunidades

O governador do Bengo, João Bernardo de Miranda, entregou na sexta-feira, na comuna do Úcua, município do Dande, três viaturas e quatro carroças à cooperativa agrícola Incontável, para facilitar o escoamento de produtos do campo para a cidade.
O governador João Bernardo de Miranda entregou igualmente sementes de feijão macunde e catarino, de ginguba e de hortícolas diversos, além de catanas e enxadas.
João Bernardo de Miranda pediu aos membros da cooperativa para aumentarem a produção e gerirem bem os meios postos à sua disposição. “Devem planificar com muito cuidado a entrada e saída das viaturas, para que todos os camponeses possam servir-se com dignidade, evitando confusão desnecessária”, aconselhou o governador.
Admitindo que existem ainda dificuldades de meios, João Miranda garantiu, no entanto, que o governo tudo fará para poder satisfazer as necessidades dos camponeses e continuar a ajudar a reduzir algumas dificuldades com que se debatem as famílias da região.
O presidente da Mesa de Assembleia da cooperativa, João da Rosa, afirmou que, através dos meios entregues, vão poder escoar os seus produtos para as localidades circunvizinhas. Além disso, pediu ao governo provincial para envidar esforços no sentido de recuperar urgentemente as vias de acesso às lavras e fazendas, dado o seu estado de degradação, para que os meios recebidos possam durar mais tempo.
O dirigente cooperativista adiantou que, antes de beneficiarem de meios de transporte, os cooperadores vendiam os seus produtos ao longo das estradas principais ou apanhavam táxis que, devido à distância, cobram preços elevados.
A cooperativa Incontável tem cerca de 480 membros.

Entretanto, o soba Rodrigues Neto, do bairro Vida e Sacrifício, solicitou ao governo provincial a construção de novas infra-estruturas sociais, para melhorar o nível de vida das populações da região. Por outro lado, salientou que a localidade tem enfrentado enormes dificuldades relativamente às vias rodoviárias, saneamento básico e água potável, e pediu ao governo do Bengo que faculte camiões cisterna que forneçam água potável às populações.
O bairro Vida e Sacrifício, da comuna do Úcua, tem à volta de 600 habitantes, que se dedicam à agricultura de subsistência e à caça.

 

Maiomona Artur | Úcua

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA