Casa Civil da Presidência verifica execução de projectos

Projectos no Kwanza-Norte e Malange estão a contribuir para criação de empregos
Projectos no Kwanza-Norte e Malange estão a contribuir para criação de empregos

Uma comissão multissectorial da Casa Civil da Presidência da República avaliou nesta quinta-feira, nos municípios de Lucala e Cambambe, na província do Kwanza-Norte, o grau de execução das obras do projecto integrado de avicultura familiar e reabilitação do perímetro irrigado do Mucoso.  A comitiva, encabeçada pelo secretário para os Assuntos Económicos da Casa Civil da Presidência da República, Armando Manuel, constatou que os empreendimentos estarão concluídos em Julho de 2012 e vão gerar 964 empregos directos.
O director do projecto avícola, Filipe Vissesse, disse que o programa vai acolher 240 famílias e ajudar a reduzir os índices de pobreza da região, aumentar a renda familiar da população e tornar-se num modelo para a produção e fornecimento de pintos a outros produtores do país.

Localização geográfica

O projecto está a ser executado entre as províncias do Kwanza-Norte e Malange, nos municípios do Lucala e Cacuso, numa área total de 200 hectares.
A criação de um matadouro, cuja capacidade de abate ronda os 32 mil frangos por dia, para além de uma fábrica de rações com capacidade de 5 mil toneladas por mês, está prevista no projecto.

A construção do empreendimento foi aprovada pelo Conselho de Ministros, em 2009, numa parceria entre os governos de Angola e da Coreia do Sul, através do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento Económico (EDCF), e está orçado em cerca de 40 milhões de dólares norte-americanos.

Perímetro irrigado

O projecto de revitalização do perímetro irrigado do Mucoso abrange uma área de 500 hectares, onde estão a ser projectadas várias infra-estruturas sociais, como escolas, postos de saúde, bem como a reconstrução de residências.
O perímetro irrigado do Mucusso vai servir a produção de hortícolas e citrinos e permitir a construção de uma cadeia de frio para a preservação de produtos agrícolas e naves para a criação de aves. Também vai abastecer a indústria transformadora do município de Cambambe, como a fábrica de bebidas “Vinelo”, que está a ser reabilitada. O director do projecto, José Maria, disse que as obras, iniciadas em Agosto último, terminam este mês e estão avaliadas em cerca de 14 milhões de euros.
O perímetro irrigado do Mucoso possui quatro electro-bombas com uma capacidade de 450 metros cúbicos de água por hora.
O projecto contempla ainda uma vasta área para produção de hortaliças, ananás, mangas e citrinos.

 

André Brandão | Cambambe

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Nilo Mateus

DEIXE UMA RESPOSTA