Carteira de negócios da ENSA avaliada em USD 300 milhões

Director comercial da instituição, Manuel Assis
Director comercial da instituição, Manuel Assis

Luanda – As projecções carteira de negócios da Empresa Nacional de Seguros de Angola (ENSA), para este ano, estão estimadas em 300 milhões de dólares norte-americanos, revelou hoje, em Luanda, o director comercial da instituição, Manuel Assis.

O gestor disse à Angop, no encontro designado “Ensa Gold 2011”, destinado a avaliar o cumprimento dos projectos da empresa adstritos às diversas áreas, que tais projecções foram estabelecidas em função dos vários produtos que a instituição dispõe no mercado de seguros.
Trata-se dos serviços de Seguro de Trabalho, de Saúde, Automóvel, Pessoal e outros, com os quais a ENSA conta alcançar essas metas. Desse leque, segundo afirmou, o seguro Saúde é o mais procurado no conjunto de carteira de negócios.
Por outro lado, informou que a empresa tendo em vista tal objectivo prevê abrir novas agências, até ao final deste ano, no bairro São Paulo, no município do Cazenga, no Viana Park e na província do Huambo, para permitir maior acesso dos clientes aos seus serviços.
Além dessas instalações a serem inauguradas, a seguradora pública já possui nesta altura 27 agências, nas 18 províncias do país, incluído serviços do género em bancos e concessionárias de automóveis.
“Temos feito investimentos no sentido de melhorar a performance da empresa e manter os níveis de liderança em alguns produtos, assim como na formação do pessoal”, disse, acrescentando que têm tido ainda iniciativas que visam aumentar os níveis de organização, servir melhor o mercado e aumentar o grau de satisfação dos clientes”.
Relativamente aos preços praticados pela seguradora, deu a conhecer que são competitivos, mas quanto ao Seguro Obrigatório de Responsabilidade Automóvel é uniforme, isto é, estabelecido legalmente.
Disse que o Seguro de Trabalho possui uma quota de 16 porcento do global de serviços que a empresa dispõe, mas já é pouco solicitado em relação aos demais, embora seja obrigatório.
Sobre o volume de prémios atingidos pela Ensa até à presente data, Manuel Assis evitou revelar, mas considerou de positivo e salientou haver um incremento em cerca de 15 porcento na carteira de negócios.
A ENSA foi considerada a melhor empresa pública de 2011 pelo Centro de Pesquisa em Políticas Públicas e Governação da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto (UAN), que desenvolveu durante dois meses (Julho e Agosto) um estudo sobre o Sector Empresarial do Estado (SEE).
O estudo refere que a Ensa obteve esta pontuação graças ao “seu nível de performance, perfil dos recursos humanos, comportamento e atitude dos trabalhadores, posicionamento no mercado, inovação e gestão de mudanças, traduzidos em desempenho, qualidade, expansão e profissionalismo, além da satisfação dos utentes e dos indicadores económicos e financeiros”.
Fonte: Angop
Foto: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA