Vice-ministro do Interior defende campanhas de mobilização para evitar desastres naturais

Uíge – O vice-ministro do Interior para o Serviço de Bombeiros e Protecção Civil, Eugénio Laborinho, pediu quinta-feira, no Uíge, aos membros da comissão local de protecção civil e ao governo provincial a realização de campanhas de mobilização, educação e sensibilização das populações contra os desastres naturais.

De acordo com o vice-ministro, as campanhas de sensibilização visam a educação da população contra a construção em áreas vulneráveis e de risco, sobretudo nas passagem de água, zonas ribeirinhas, montanhas, evitando os danos materiais e morte de pessoas que nos últimos tempos têm sido provocados por fenómenos naturais.

“Temos que começar a actuar agora de uma maneira mais científica. Isso tudo só partirá de um trabalho educativo da comissão provincial, municipal e outras estruturas locais de protecção civil para se minorar o impacto dos desastres que possam ocorrer na região”, disse Eugénio Laborinho durante o encontro com membros do governo local e da comissão provincial de Protecção Civil.

O responsável, que está no Uíge para uma visita de trabalho de dois dias que visa a avaliar as consequências da época chuvosa e as estruturas de protecção locais, disse que só acatando as medidas de prevenção será possível melhorar o impacto dos possíveis desastres na região.

Recordou que a ignorância e o não acatamento das medidas de prevenção tem contribuído para o aumento dos desastres, causando as vezes a morte de muitas pessoas.

Considerou, por outro lado, a província do Uíge como sendo uma região de “vigilância epidemiológica” permanente pelo facto de na mesma já terem ocorrido situações como as de Marburg, anunciando a realização, nos próximos dias, de um seminário regional que irá englobar as províncias do norte do país, visando a capacitação das estruturas locais de protecção civil.

Precisou ainda que a estada de 48 horas no Uíge visa igualmente constatar as situações que ocorreram após desastres, assim como prever a assistência das população sinistrada.

Falando na ocasião, a vice-governadora provincial para o Sector Político e Social, Maria Fernandes da Silva, solicitou mais apoios da Comissão Nacional de Protecção Civil para acudir a população sinistrada pela chuva e outras calamidades ocorridas nos últimos meses na região.

O vice-ministro, que se faz acompanhar de membros da Comissão Nacional de Protecção Civil, visitou a delegação local do Ministério do Interior, o quartel local do Serviço de Bombeiros e Protecção Civil, estando ainda previsto deslocação ao município de Quimbele, que dista a 289 quilómetros a nordeste da cidade do Uíge.

Fonte:angop

DEIXE UMA RESPOSTA