Spielberg e autor da série “Lost”colaboram na produção de filme

O criador da série de televisão “Lost”, J.J. Abrams, e o realizador e produtor Steven Spielberg trabalharam juntos na criação do filme “Super 8”, uma longa-metragem de aventura inspirada no cinema dos anos 70 e 80 do século XX que está prestes a entrar em cartaz.
A informação foi avançada na quarta-feira à agência Efe, em Londres, pelo roteirista e realizador J.J. Abrams, ao lado do produtor Steven Spielberg, que colaborou estreitamente no desenvolvimento da história, selecção dos actores e na pós-produção do filme que vai estrear nos próximos dias na Austrália e nos Estados Unidos da América (EUA).
“Super 8” é ambientado no final da década de 70 e conta a história de um grupo de seis crianças moradoras de um pequeno povoado de Ohio (EUA), que testemunham um acidente de comboio enquanto rodam um filme de duendes.
Pouco depois, começam a ocorrer no povoado uma série de desaparecimentos misteriosos e episódios estranhos que atormentam a população e com os quais as seis crianças terão de lidar.
“É difícil não comparar este filme com ‘Os Goonies’ e outros sobre um grupo de crianças do início dos anos 80”, assinalou o realizador, explicando que, além das influências cinematográficas de “Super 8”, o roteiro do filme tem elementos autobiográficos. “Queria contar uma história sobre esse momento da minha vida em que também fazia filmes em Super 8. Pensei que seria divertido, decidi chamar Spielberg, que fazia o mesmo quando criança, e rapidamente disse que sim”, afirmou J.J. Abrams.
O formato em 8 milímetros popularizou-se no final dos anos 60 entre os criadores de filmes de baixo custo, apesar de inicialmente esse tipo de equipamento ser destinado a uso doméstico.
Na nova obra de J.J. Abrams, a rodagem feita pelo grupo de crianças e os episódios fantásticos alternam-se, envolvendo os dois protagonistas, Joe, interpretado pelo actor Joel Courtney, e Alice (Elle Fanning).

Esta jovem actriz estreou com apenas dois anos de idade, em 2001, no filme “O meu nome é Sam”, e participou desde então em inúmeros filmes, entre eles “Babel”, do realizador mexicano Alejandro González Iñárritu.
“O filme aborda as relações familiares e de amizade. O meu personagem tem um pai que não é precisamente maravilhoso.
Portanto, quando os meninos pedem que participe no filme, ela vê a situação como uma válvula de escape”, assinalou Elle Fanning à Efe. O personagem de Joe acaba de perder a mãe num acidente e a convivência com o pai (Kyle Chandler) está longe de ser perfeita, por isso também busca refúgio no filme “Super 8”, que é dirigido pelo seu amigo Charles (Riley Griffiths).
A história de duendes rodada pelas crianças transforma-se num relato autónomo dentro do filme de J.J. Abrams, que confessou sentir-se mais identificado com Joe, o protagonista de “Super 8”, do que com Charles, o realizador do filme obsessivo com a produção do seu filme. “Charles é um realizador muito seguro de si mesmo e eu não era assim quando criança.
Sentia-me um pouco mais como Joe, era mais calado”, contou J.J. Abrams. “Participar em ‘Super 8’ foi a experiência mais divertida que fiz na minha vida”, afirmou Joel Courtney.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA