SADC discutiu situação das crianças em estado vulnerável na comunidade

O vice-ministro da Juventude e Desportos, Yaba Pedro Alberto, regressou ontem a Luanda, proveniente de Windhoek, capital da Namíbia, onde participou na reunião do Conselho de Ministro da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), sobre jovens e crianças em situação de vulnerabilidade.
No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, Yaba Alberto disse que o encontro teve como objectivo criar políticas comuns para estancar o problema da vulnerabilidade de jovens e crianças na região.“Tratamos fundamentalmente das causas dessa vulnerabilidade, designadamente desastres naturais, guerras, conflitos e mesmo o HIV, além de termos feito o balanço dos projectos em curso e projectado novas acções”, revelou.
De acordo com o vice-ministro, a necessidade da organização constituir plataformas próprias para tratar dos problemas dos jovens e das crianças, foi apontada como a mais importante.
“É importante que as nossas preocupações não se estendam somente às crianças e jovens vulneráveis, mas a todos os que pertençam a estes dois grandes grupos”, considerou. Outra questão que mereceu destaque foi o facto da Cimeira de Chefes de Estado da SADC deste ano, se debruçar sobre a temática da juventude: “então nós procuramos analisar as questões a serem levadas a esta reunião”.
Fundada em 1980 por nove dos seus actuais Estados membros, a SADC integra presentemente 14 países da região austral do continente africano designadamente Angola, África do Sul, Botswana, República Democrática do Congo, Lesoto, Madagáscar, Malawi, Ilhas Maurícias, Moçambique, Namíbia, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA