Repartição fiscal aumenta receitas

A repartição fiscal da delegação provincial da Lunda-Norte das Finanças arrecadou, durante o primeiro trimestre deste ano, 57,172 milhões de Kwanzas para os cofres do Estado.
O delegado das Finanças da Lunda-Norte, Alberto Calamba, disse que a instituição registou um decréscimo de mais de 12 milhões de kwanzas, em relação ao último trimestre de 2010, em que foram arrecadados mais de 69 milhões de Kwanzas. Alberto Calamba explicou que o decréscimo registado nas receitas se deve à nova modalidade de pagamento de salários da função pública, onde o controlo de imposto de rendimento de trabalho passou a ser contabilizado pela Direcção Nacional dos Impostos. As receitas neste período vieram dos impostos, taxas, compra de imóveis, rendas de casa e emolumentos.
No âmbito da fuga ao fisco existe um trabalho conjunto entre a repartição fiscal das Finanças e a direcção de inspecção das actividades económicas, de sensibilização e actuação de certos agentes comerciais que se furtam a pagar os impostos, de acordo com a lei vigente.
Nos últimos tempos, acrescentou, tem sido notória a adesão massiva de cidadãos que procuram obter o cartão de contribuinte. Alberto Calamba disse que este documento tem uma importância múltipla na vida das pessoas e facilita a abertura de contas bancárias e desalfandegamento de mercadorias, para o exercício da actividade comercial.
Os serviços de repartição fiscal na Lunda-Norte estão instalados no município sede e do Chitato. Alberto Calamba garantiu que a sua instituição está a desenvolver esforços, para abrir uma repartição fiscal no município do Cuango.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA