Registo eleitoral em preparação

A próxima campanha de actualização e registo eleitoral, que começa a 29 de Julho e termina a 16 de Dezembro, vai definir os cadernos eleitorais das eleições gerais do próximo ano, afirmou na terça-feira o vice-ministro da Administração do Território para os Assuntos Institucionais e Eleitorais.
Adão de Almeida, que falava à imprensa em Luanda, depois da visita que a presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Suzana Inglês, efectuou ao Gabinete de Processamento de Dados do Ministério da Administração do Território (MAT), referiu que neste processo é fundamental que cada eleitor esteja inscrito num único caderno eleitoral.
O vice-ministro garantiu que o processo vai ser rigoroso e permitirá ao eleitor conhecer o seu local de residência e onde exercer o seu direito de voto, considerando que a estratégia mais adequada para o efeito é permitir que sejam os eleitores a escolher a sua assembleia de voto. Para isso, considerou fundamental que os locais estejam previamente identificados e que na altura em que cada eleitor se apresentar num posto de registo possa obter todas as informações necessárias. Adão de Almeida esclareceu ainda que, apesar de cada cidadão eleitor poder escolher o lugar onde vai exercer o direito de voto, este terá de se circunscrever ao município no qual o cidadão está a residir, permitindo dessa forma que, no final, o objectivo principal – a produção dos cadernos eleitorais – seja alcançado.
Questionado sobre a possível superlotação dos locais de votação nas principais capitais de província, disse que estão acauteladas medidas para evitar que as pessoas escolham todas os mesmos locais de voto. Tais mecanismos, acrescentou, passam pela definição da capacidade máxima de cada mesa escolhida para albergar eleitores.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA