Proibido uso de cheques em moedas estrangeiras

Em São Tomé e Príncipe estão em vigor novas medidas financeiras
Em São Tomé e Príncipe estão em vigor novas medidas financeiras

Os clientes dos bancos comerciais que têm cheques em moedas estrangeiras são obrigados a liquida-los até 31 de Dezembro próximo. A decisão do Banco Central, é sustentada pelo novo regulamento sobre o uso e movimento de contas em moedas estrangeiras.
O Banco Central decidiu adoptar um regulamento sobre o uso e movimento de contas em moedas estrangeiras e que está ligado ao acordo de paridade cambial da moeda nacional, a dobra, ao euro. A decisão anunciada a semana passada pelo Banco Central entrou imediatamente em vigor. A partir de agora está proibida a emissão de cheques em moedas estrangeiras.
“Os bancos ficam a partir desta data proibidos de emitir cheques em moedas estrangeiras”, declarou Hélio Almeida, director de Supervisão Bancária. Os cheques em moeda estrangeira actualmente em uso pelos clientes dos bancos comerciais perdem validade a partir de 31 de Dezembro próximo.
A Administração do BISTP, o maior banco comercial do país, revelou que desde o ano passado que o Banco Central deixou de compensar os cheques e ordens de pagamentos em moedas estrangeiras, à luz do acordo de paridade cambial.
Esta situação acabou por criar dificuldades nas operações de pagamento entre os bancos comerciais, quando se trata de moedas estrangeiras, uma vez que o Banco Central, enquanto árbitro do mercado financeiro, só compensa as operações em moeda nacional, a dobra. Uma medida que vem fortalecer a dobra como única, ou então, a principal, moeda de pagamento nacional.

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA