Ler Agora:
Paulo Pombolo lança lojas rurais
Artigo completo 4 minutos de leitura

Paulo Pombolo lança lojas rurais

Lojas de proximidade e mercados rurais vão este ano ser construídos nas aldeias e regedorias que compõem os 16 municípios da província do Uíge, anunciou o governador Paulo Pombolo, na segunda-feira, durante a visita que efectuou à Direcção Provincial do Comércio.
Os novos estabelecimentos vão permitir que as populações residentes nas comunidades rurais possam adquirir bens alimentares, vestuário, produtos de higiene e outros, sem que seja necessário percorrerem grandes distâncias, explicou o governador.
“Não se pode acreditar que, nos dias de hoje, uma pessoa tenha de percorrer mais de 40 quilómetros para poder comprar óleo alimentar, arroz, sabão, velas incandescente ou uma camisa”, frisou.
Paulo Pombolo avançou que o projecto vai ser implementado por fases. Na primeira, vão ser identificadas as aldeias ou regedorias com maior concentração populacional, onde já existem algumas infra-estruturas comerciais. Em seguida, serão adquiridos os produtos e postos à disposição da população.
“Vamos potenciar os pequenos comerciantes que exercem a actividade nas aldeias com produtos essenciais básicos, para o consumo da população. Em contrapartida, este comerciante fica com os lucros, o que lhe vai permitir aumentar a sua capacidade financeira e dar continuidade ao negócio na comunidade”, realçou.
A principal intenção do governo da província, explicou, é fazer com que os camponeses, depois de venderem os produtos por si cultivados, tenham uma loja próxima de casa, onde poderão adquirir outros produtos. Na visita à Direcção Provincial da Agricultura, Pombolo orientou a elaboração de projectos destinados a aumentar a produção e a produtividade, tendo revelado que, apesar da província não ter atingido ainda os níveis desejados, já consegue ter um excedente para comercialização.Em contrapartida, manifestou o seu descontentamento pela paralisação da maior parte das embarcações distribuídas para a pesca artesanal. “São equipamentos que custaram muito dinheiro aos cofres do Estado e que hoje se encontram todas paralisadas, sem poderem ser utilizadas para o fim para que foram adquiridas”, referiu.
O director provincial da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural, Éric Lussoki, afirmou que a sua direcção está a efectuar o levantamento de dados para contabilizar o número de embarcações paralisadas e dar solução ao problema.

“Vamos procurar dar razões da inoperância destes equipamentos. Vamos analisar se isso se deve à incapacidade dos beneficiários ou se as regiões onde se encontram as embarcações não possuem condições apropriadas para o exercício da pesca”, acrescentou. Caso se constate que houve incapacidade dos utentes, então o seu sector entregará as embarcações a outros pescadores com mais capacidade.

Construção de residências

O governador manifestou-se satisfeito com o andamento das obras de construção de escolas e residências nos arredores da cidade do Uíge. Durante uma visita de campo efectuada no último fim-de-semana, avaliou as obras de construção de cinco casas T3, que vão servir os funcionários públicos que forem nomeados para trabalharem em comissão de serviço na província. “Uma das nossas grandes dificuldades é a falta de residências. Por isso, vamos ampliar para 50 o número de casas de passagem, para minimizarmos este problema”, assegurou. A reparação periódica dos edifícios com valor histórico-cultural por parte dos seus moradores foi uma das orientações dadas pelo governador. “Vamos reunir com esses moradores e ver qual o melhor tratamento a dar a essas casas, ou então o governo deverá ocupar e assumir a reparação das mesmas”, adiantou.
Pombolo visitou ainda as obras do futuro centro de produção da Televisão Pública de Angola no Uíge, a Direcção de Investigação Criminal e a Unidade Operativa.
Na oportunidade, encorajou os efectivos da Polícia a pautarem-se por uma postura digna, evitando qualquer espécie de aliciamento, o que mancha o bom-nome da corporação. Para uma maior eficácia da acção das forças da ordem, assumiu o compromisso de equipar melhor as unidades policiais dos diferentes órgãos de funcionamento do Comando Provincial do Uíge, com meios técnicos e materiais, que vão garantir maior comodidade aos efectivos e melhorar os níveis de operatividade.

Fonte: Jornal de Angola

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »