Partidos lançam campanha por uma nova Constituição

Uma campanha destinada a angariar assinaturas reclamando pela elaboração de uma nova Constituição foi anunciada por um conjunto de 36 partidos e associações de jovens, no Egipto.
O objectivo é que sejam recolhidas 15 milhões de assinaturas a exigir a formulação de uma nova Constituição, antes das eleições legislativas, previstas para Setembro próximo.
A iniciativa é dirigida pela Frente Livre para a Mudança Pacífica, que declarou  estar de acordo com dezenas de movimentos  políticos para a recolha de assinaturas dos cidadãos.
O porta-voz da Frente, Essam al-Sharif, indicou que a campanha já recolheu 25 mil assinaturas, acrescentando que os cidadãos  são livres de organizar conferências durante a campanha.
Entre  os promotores figuram o Partido da Frente  Democrática, a União dos Jovens da Revolução, a União dos Jovens de Maspero, a Associação Nacional para a Mudança, o Partido Karama, o Partido Ghad, o Partido Árabe Nasserista e a Comissão das Liberdades da Ordem dos Advogados do Egipto.
O Conselho Supremo das Forças Armadas do Egipto, encarregue dos assuntos do país, desde a saída do Presidente Hosni Moubarak, em Fevereiro último, fez uma declaração constitucional, na sequência de um referendo popular no mês de Março, a favor das emendas à antiga Constituição egípcia, de 1971.
Esta declaração estabelece que o Parlamento a ser eleito em Setembro designe uma comissão para elaborar a nova Constituição do país.

O Exército prometeu não  apresentar candidato às  eleições presidenciais, previstas para no final deste ano.

 

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA