País volta ser abalada por terramotos

Christchurch, Nova Zelândia, – A cidade de Christchurch foi sacudida novamente hoje por uma série de tremores, que deixaram um morto e 45 feridos na segunda maior cidade da Nova Zelândia, afectada por dois fortes terramotos nos últimos 10 meses.

A cidade foi sacudida pouco depois do meio-dia por um tremor de 5,2 graus, que teve epicentro a 10 quilómetros de Christchurch e a 11 de profundidade.

Alguns minutos depois um terramoto de seis graus foi registado, com epicentro a 14 quilómetros da cidade e a 11 de profundidade.

As autoridades regionais informaram a morte de um homem que morava numa pensão para aposentados.

O tremor deixou ainda 45 feridos, e dois permanecem hospitalizados.

Pelo menos 20 mil residências permaneciam sem luz na madrugada desta terça-feira, quando um tremor secundário, de 4,7 graus, voltou a abalar a região, exactamente às 02H48 locais.

“É uma situação muito grave”, declarou o prefeito da cidade, Bob Parker.

Christchurch ainda sofre com as consequências do terramoto de 22 de Fevereiro, que deixou 181 mortos e destruiu grande parte do centro da cidade.

Seis meses antes, em 4 de Setembro, a cidade, situada na ilha sul da Nova Zelândia, sofreu um terramoto de sete graus, que não provocou vítimas, mas deixou grandes danos materiais.

Depois do segundo terramoto desta segunda-feira, a polícia decidiu evacuar parte da ‘zona vermelha’ do centro de Christchurch.

Um centro comercial, vazio desde o terramoto de Fevereiro, e um prédio do porto de Lyttelton também desabaram nesta segunda-feira.

Os novos tremores aconteceram no dia que teve início uma investigação sobre o desabamento de um edifício do centro de Christchurch no qual morreram 106 pessoas durante o terramoto de Fevereiro.

Com o novo incidente, a investigação foi suspensa.

Os cientistas já haviam alertado o governo para uma possibilidades de 25 por cento de um novo terramoto no prazo de um ano na região.

A Nova Zelândia, situada no “círculo de fogo” do Pacífico, na fronteira entre duas placas tectónicas, regista 15.000 tremores de terra por ano.

Fonte: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA