Mortos e reféns em hotel de Cabul

Um ataque perpetrado por um grupo de talibãs fortemente armados num dos principais hotéis de Cabul provocou a morte de 21 pessoas na noite de terça-feira, anunciou o governo afegão.
O ataque, realizado em pleno centro da capital afegã, ocorre semanas antes da data em que as tropas estrangeiras pretendem sair do Afeganistão e demonstra que a insurreição talibã se intensifica após o anúncio pelos Estados Unidos do início da retirada das suas tropas, com conclusão prevista para o fim de 2014.
O chefe da polícia de Cabul, Mohammed Zahir, afirmou que os talibãs entraram no hotel, que foi imediatamente cercado pelas forças de segurança. Zahir informou que algus polícias foram feridos e  um funcionário do hotel disse que os terroristas carregavam coletes com explosivos, armas automáticas e foguetes.
A Organização  do Tratado do Atlântico Norte enviou helicópteros para disparar contra militantes que tomaram posições no telhado. Um major da Aliança Atlântica confirmou que dois dos helicópteros das Forças Internacionais de Assistência à Segurança, lideradas pela Otan, foram enviados para disparar contra os terroristas.
O porta-voz do Ministério do Interior afegão, Sediq Sediqi, informou que “os terroristas atacaram o hotel Intercontinental e a operação terminou quatro horas depois com a morte de todos os terroristas”.
Um porta-voz dos talibãs, Zabihulah Miyahid, reivindicou o ataque que, segundo ele, matou 50 hóspedes, entre estrangeiros e líderes afegãos, e fez 300 reféns.
O Hotel Intercontinental, um dos principais de Cabul, é frequentado principalmente por estrangeiros e dirigentes afegãos.

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA