Ministério da Saúde quer maior envolvimento da sociedade na doação de sangue

Luanda – O Ministério da Saúde (Minsa) apontou hoje, em Luanda, para a necessidade de haver necessidade de uma reflexão séria e profunda face ao desafio de se aumentar a disponibilidade de sangue nas unidades sanitárias, tendo em atenção a redução de mortes, sobretudo em crianças e mulheres em situação de gravidez e parto.

Numa mensagem sobre o Dia Mundial do Dador de Sangue, que hoje se assinala sob lema “ Mais sangue. Mais vida”, o Minsa em conexão com a Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende envolver outros representantes da sociedade civil, como ministérios, igrejas, associações e núcleos de dadores de sangue, a aderirem a causa da doação de sangue voluntária.

O Minsa avança ser necessário orientar a doação de sangue ao apoio as instituições de saúde que atendem as crianças e para reactivar as unidades de transfusão de sangue nos municípios, para melhorar a qualidade dos serviços prestados à comunidade.

Este ano a efeméride homenageia o dador de sangue que tem contribuído para o aumento da doação de sangue voluntária regular, não remunerada e na prestação de cuidados de saúde.

Durante as comemorações realiza-se visitas aos grupos de doadores de sangue, a unidades de saúde, actividades desportivas envolvendo profissionais da saúde e dadores voluntários de sangue e actividades de educação para a saúde sobre a importância da dádiva de sangue e o sangue seguro.

A efeméride é comemorada em alusão a uma proposta apresentada a OMS pela Federação Internacional das Organizações de Doadores de Sangue (FIODS) em parceria com a Federação Internacional da Cruz Vermelha e das Sociedades do Crescente Vermelho e apoiadas pela Sociedade Internacional da Transfusão Sanguínea (ISBT).


Fonte:angop

DEIXE UMA RESPOSTA