Militares ocidentais em conversações com líderes dos grupos talibã afegãos

Os Estados Unidos e outras potências ocidentais realizam diálogos preliminares com o movimento talibã, afirmou ontem o Presidente do Afeganistão, Hamid Karzai.
Sem dar mais detalhes sobre a natureza dos diálogos, Karzai afirmou que  as negociações de paz estão a ser levadas a cabo por militares estrangeiros, maioritariamente americanos.
De acordo com observadores internacionais, houve sempre desconfiança de que o Governo de Washington estava em contato directo com os talibãs,  porém esta é a primeira confirmação oficial da existência de negociações.
No princípio deste mês, o secretário norte-americano da Defesa, Robert Gates, disse que diálogos políticos podem ocorrer a qualquer altura com os talibãs. A posição oficial dos talibãs é que as forças internacionais devem primeiramente deixar o Afeganistão, para depois se discutir um acordo de paz, deixando para mais tarde as negociações com o Governo afegão.
O plano de retirada das tropas dos Estados Unidos do Afeganistão prevê para Julho deste ano o início da saída dos 97 mil soldados.O objetivo é entregar gradualmente todas as operações de segurança ao Goversno afegão até 2014.

Resultados rápidos

Na sexta-feira, a ONU separou a Al-Qaeda e os talibãs em diferentes listas de sanções, numa tentativa de encorajar os radicais a unirem-se aos esforços de reconciliação no Afeganistão.
O Conselho de Segurança da ONU diz que a divisão tem como objectivo avisar os talibãs  que é hora do movimento se juntar ao processo político afegão.Embora tenha sido expulso do poder depois da invasão americana, ocorrida após os atentados de 11 de Setembro de 2001, os talibãs continuam a controlar grandes áreas no Afeganistão, realizando constantes ataques contra alvos ocidentais.

 

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA