Manuel Zelaya forma uma frente para as eleições

O ex-Presidente das Honduras, Manuel Zelaya, e mais de 1.500 representantes das 18 províncias do país criaram, no domingo, a Frente Ampla de Resistência Popular para participar nas eleições de 2013.
“Foi aprovada por unanimidade a Frente Ampla de Resistência Popular”, disse o ex-Presidente na cerimónia realizada pela Frente Nacional de Resistência Popular (FNRP), criada em 28 de Junho de 2009, após um golpe de estado que derrubou o ex-Presidente.
O local onde se realizou o plenário estava decorado com cartazes com imagens de alguns actuais e antigos Presidentes da América Latina, como Raul e Fidel Castro, Lula da Silva, Dilma Rousseff, Evo Morales e Hugo Chávez.
Zelaya regressou às Honduras em 28 de Maio, após um acordo com o Presidente Porfirio Lobo, que assumiu o cargo em 27 de Janeiro de 2010, após ganhar as eleições de Novembro do ano anterior.
A assinatura do acordo, com a mediação de Colômbia e da Venezuela, permitiu o regresso das Honduras à Organização de Estados Americanos (OEA), da qual tinha sido afastada  em represália pelo golpe de estado.
O acordo, assinado na Colômbia, em 22 de Maio, obriga o Governo de Lobo a facilitar a inscrição eleitoral da Frente.
Mais uma vez América  Latiregista sinais de mudanças e união entre os seus povos e dirigentes.

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA