Mais de 600 engenhos explosivos removidos em reserva fundiária no Quipungo

Quipungo – Pelo menos 608 engenhos explosivos, de entre minas e abuses não detonados foram desde Março removidos em quatro mil e 915 metros quadrados da reserva fundiária do município de Quipungo, 120 quilómetros a Leste do Lubango.

Em declarações à Angop hoje, terça-feira, o chefe de brigada de desminagem que trabalha no local, Bernardo Gonçalves, disse que o trabalho decorre no espaço territorial de 240 mil metros quadrados.

Afirmou que a execução deste programa financiado pelo Governo angolano era de quatro meses, mas atendendo a complexidade da zona, e pelo facto de ser um antigo quartel do exército de internacionalistas cubanos, a técnica usada para os campos minados é mais rigorosa, obedecendo muitos cuidados para a remoção de minas.

A brigada conta com uma actividade combinada de meios humanos e mecanizados, com uma actividade diária a envolver oito sapadores e uma máquina de desminagem de fabrico alemão.

O processo de desminagem teve o seu início em Março deste ano e termina em Outubro.

A reserva fundiária de Quipungo foi indicada em 2009 com fins de atender ao programa urbanístico e de habitação do município.

Fonte: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA