Líderes mundiais na sede da ONU para reforçarem o combate à Sida

A Reunião de Alto Nível da Assembleia-Geral da ONU sobre Sida, começa na próxima semana em Nova Iorque e está confirmada a presença de 30 Chefes de Estado. O encontro de alto nível decorre entre 8 e 10 de Junho.
O encontro tem a presença dos principais líderes mundiais e acontece num momento em que existe um número cada vez maior de pessoas infectadas com o VIH, enquanto o financiamento internacional para o combate à Sida diminui.
Além dos Chefes de Estado estão também presentes na Reunião de Alto Nível da Assembleia-Geral da ONU sobre Sida ministros e outros representantes dos Estados Membros da ONU. O objectivo deste encontro de alto nível é levar cada vez mais países a assumir o compromisso de combater a Sida e encontrar respostas eficazes para a prevenção da doença.
Na assembleia da próxima semana vai haver uma forte participação da sociedade civil e de outros actores do Movimento Sida. “O compromisso dos líderes mundiais com a reunião é um sinal extremamente positivo e ocorre num momento crítico,” disse Michel Sidibé, direto executivo da ONUSIDA.”Esta reunião é uma excelente oportunidade para os países encontrarem uma resposta para os problemas da Sida e elaborarem uma declaração forte para nortear os esforços globais no alcance do acesso universal à prevenção, tratamento, atenção e apoio ao VIH, até 2015”, acrescentou Michel Sidibé.
Já foram iniciadas negociações sobre o texto da declaração que deve ser adoptada no último dia da reunião. Desde a realização da primeira sessão especial sobre Sida na sede das Nações Unidas, em 2001, houve progresso significativo na redução do número de novas infecções por VIH, no acesso ao tratamento, na redução do número mortes relacionadas com a Sida e no combate à discriminação. Mas se os esforços em resposta à epidemia não forem sustentados e intensificados, os resultados importantes já obtidos correm o risco de se perder. “A resposta à Sida é uma responsabilidade compartilhada”, afirmou Michel Sidibé. “O número de pessoas que precisa de apoio é maior que os recursos disponíveis. Para atender a essa necessidade, os países doadores e os países de baixos e médios rendimentos precisam de contribuir de forma equilibrada”, acrescentou.
A reunião é realizada na sede das Nações Unidas em Nova Iorque entre os dias 8 e 10 de Junho.

DEIXE UMA RESPOSTA