Ler Agora:
Líder do Parlamento moçambicano defende intercâmbio de jornalistas
Artigo completo 2 minutos de leitura

Líder do Parlamento moçambicano defende intercâmbio de jornalistas

A presidente da Assembleia Nacional de Moçambique, Verónica Macamo, defendeu ontem, em Luanda, maior intercâmbio de experiências entre os jornalistas angolanos e moçambicanos, sem necessidade da criação de lobbies.
“Devem ser criadas condições para que os jornalistas moçambicanos venham para Angola e vice-versa, sem necessidade de lobbies, no intuito de partilharem experiências para o bem comum” afirmou Verónica Macamo à imprensa, no final da visita que efectuou ontem, ao Centro de Produção da Televisão Pública de Angola (TPA), na Camama.
Impressionada com os equipamentos, Verónica Macamo disse que as condições em termos de televisão em Angola estão a mudar substancialmente, acrescentando que “se concluída a primeira fase do projecto as condições já são boas, na segunda tenho a certeza que são melhores”.
A líder parlamentar moçambicana disse que duas coisas marcaram a sua visita à TPA: os estúdios e os equipamentos de última geração com as salas de controlo electrónico. O Centro de Produção da TPA foi inaugurado em Setembro de 2008, pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos. A primeira fase de montagem do Centro de Produção da TPA já terminou e tem quatro novos estúdios, dois de 400 metros quadrados, e igual número de 800 metros quadrados. Esta fase contemplou a construção do edifício principal, que serve de apoio a área de produção e pós-produção, aos serviços administrativos, uma subestação eléctrica, um refeitório com capacidade para 120 pessoas e áreas adjacentes.
A segunda fase começou em Dezembro de 2010, e vai contemplar a construção de um estúdio de 1.200 metros quadrados para atender, essencialmente, a área de programas da TPA, sobretudo de ficção.
O director executivo do projecto, Virgílio Sebastião, garante que com a construção do estúdio, a Televisão Pública de Angola vai aumentar e melhorar grandemente a sua produção.
A estrutura, sublinhou, estará em condições de prestar um contributo significativo às televisões regionais e dos PALOP.

Fonte: Jornal de Angola

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »