Kabuscorp prepara jogo com o Santos

O Kabuscorp do Palanca trabalha, esta manhã, no Estádio dos Coqueiros, tendo em vista o encontro com o Santos FC, a contar para a 15ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão’Girabola.
O treinador Victor Bondarenko opta pelo treino de recuperação física, depois de ontem ter dado folga aos jogadores.
O avançado Sawu falha o jogo diante do Santos FC, por ter visto o cartão vermelho no desafio frente ao Petro de Luanda.
Abel Saviola, médio ofensivo da formação do Palanca, integra hoje o plantel recuperado da lesão no tornozelo. O central Couto e o médio Teó continuam entregues ao departamento médico do clube.
O técnico Victor Bondarenko pretende fechar a primeira volta do campeonato com uma vitória, apesar do respeito que diz ter pelo adversário: “entrámos em todos os jogos com este objectivo, respeitando como sempre os opositores. O Kabuscorp está a fazer um excelente campeonato. Pretendemos manter este estatuto”, declarou o treinador.
Quanto à conquista do Girabola, Victor Bondarenko afirmou que ainda é cedo para falar do título: “a segunda volta vai ser muito difícil. Por isso, é prematuro comentar a conquista do campeonato. Contudo, estamos satisfeitos com o desempenho da equipa na primeira volta”.

Festejos no Palanca

Os festejos da vitória do Kabuscorp do Palanca frente ao Petro de Luanda, no último domingo, no Estádio 11 de Novembro, por 3-2, continuaram até ao anoitecer de ontem.
Adeptos e moradores do Palanca fizeram “festa rija”, como forma de comemorar a brilhante prestação do clube no campeonato e o triunfo frente à formação do Eixo Viário, mantendo a equipa no topo da tabela classificativa.
O “vermelho” e o “branco” coloriam várias fachadas do bairro. Jovens, velhos e crianças exibiam camisolas, cachecóis e bandeiras do clube.
Os adeptos e amigos do Kabuscorp entoavam cânticos de incentivo aos jogadores e à equipa técnica, devido ao bom momento da equipa no Girabola.
José Kiala, de 65 anos, está satisfeito com o desempenho da equipa: “somos campeões de cacimbo, um facto inédito no clube. Estamos felizes com a produção da equipa no campeonato. Este é o ano do Kabuscopr”.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA