Justiça da cidade de Nova Iorque encerrou caso contra Bin Laden

A Justiça de Nova Iorque encerrou na sexta-feira oficialmente o caso “EUA contra Osama Bin Laden”, que incluía 227 acusações pelas suas acções contra alvos americanos, após a morte do líder da Al Qaeda no Paquistão em Maio.
O juiz Lewis Kaplan, do Tribunal do Distrito Sul de Nova Iorque, assinou uma ordem de “nolle prosequi” (arquivamento), suspendendo o processo devido à comprovação da morte do acusado, após um pedido nesse sentido da Procuradoria, segundo fontes judiciais.A decisão do juiz arquiva o processo que corria desde 1998 pelos ataques contra as embaixadas americanas no Quénia e na Tanzânia.
Os documentos incluem uma declaração do vice-procurador-geral adjunto para a contra-espionagem e contra-terrorismo, George Toscas, que certifica a morte de Bin Laden e as circunstâncias na qual foi registada.
Segundo a declaração, de 16 de Junho, a CIA (Agência de Inteligência Americana) concluiu que Bin Laden “foi eliminado durante um ataque a um complexo em Abbottabad, Paquistão”, em Maio de 2011.

 

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA