José Ramos-Horta em visita a Angola

O Presidente da República Democrática de Timor-Leste, José Ramos-Horta, disse ontem, em Luanda, que o seu país pretende reforçar a cooperação com Angola nos domínios energético e da defesa.
“Timor-Leste pretende reforçar a cooperação e a troca de experiências com Angola em vários domínios, entre os quais os da defesa e energético”, afirmou Ramos-Horta, à imprensa, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, logo após a chegada ao país para uma visita oficial de três dias.
O Presidente timorense referiu que pretende reforçar a cooperação com Angola no domínio da defesa, mais propriamente na organização das Forças Armadas e desmobilização de militares, e que, por isso, é acompanhado pelo ministro da Defesa da defesa do seu país.
Quanto à questão energética, lembrou que Angola é um país em crescimento económico, com vasta experiência em petróleos.
O Presidente timorense vai visitar a SONILS, adstrita à Sonangol, responsável pela administração e exploração do petróleo e gás natural em Angola.
Ramos-Horta disse que o seu país, em fase de desenvolvimento energético, produz pequenas quantidades de gás natural, o necessário para Timor-Leste.
O Presidente timorense lamentou a falta de recursos humanos no seu país, citando o apoio que tem referido dos Países da Comunidade de Língua Oficial Portuguesa.

O Chefe de Estado de Timor-Leste e a delegação que o acompanha foram recebidos à chegada a Luanda pelo ministro da Defesa, Cândido Van-Dúnem, e por outros elementos do Executivo.
Angola e Timor-Leste cooperam em vários domínios, entre os quais parlamentar, educação e defesa.

Programa

O Chefe de Estado do Timor-Leste deposita, hoje, uma coroa de flores no monumento do primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto, e em seguida parte para o Palácio Presidencial onde lhe são apresentados os cumprimentos de boas-vindas pelo homólogo José Eduardo dos Santos. Após à cerimónia, os dois estadistas têm um encontro em privado, seguindo-se conversações entre delegações dos dois países. José Ramos-Horta participa numa sessão solene extraordinária da Assembleia Nacional, em sua honra.
A ida a lugares de interesse económicos e social, como a Zona Económica Especial, onde visita três unidades fabris, a base da Sonils e a unidade hospitalar Girassol, constam, igualmente, do programa da estada de Ramos-Horta em Angola.
Em 2009, durante a visita a Angola do primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, os dois países comprometeram-se a continuar a assumir uma atitude de profundo respeito pelo primado do Direito Internacional, de modo a contribuir para a paz e estabilidade mundial, particularmente para se ultrapassar a actual crise económica e financeira  internacional.
As partes manifestaram-se satisfeitas com os encontros mantidos por Xanana Gusmão com alguns titulares dos ministérios das Relações Exteriores, dos Petróleos, da Agricultura, Geologia e Minas, Administração do Território, Finanças, BNA e ANIP.

 

 

 

Fonte: Jornal de Angola

1 COMENTÁRIO

  1. Deixe-me elogia-lo sr Jorge Monteiro pela excelente iniciativa que êh este magnifico portal que há muito se fazia sentir entre nos.
    Dias dos Santos

DEIXE UMA RESPOSTA